Biografia: Ingrid Silva aposta na crença de que sonhos podem se tornar realidade

0
722
Ingrid Silva para Vogue americana no clique de Brianna Capozzi

Biografias de mulheres negras são de uma potência imensa para quem carece de referências. Um dos nomes brasileiros mais conhecidos no exterior, a bailarina Ingrid Silva lançará seu livro de memórias onde brindará o público com momentos da sua vida pessoal, área em que ela é muito discreta.

Com previsão de lançamento para o mês de Julho, o livro “Ingrid Silva – A Sapatilha que mudou meu mundo” terá em suas páginas depoimentos da mãe da pequena Laura, de 5 meses, que irão emocionar e inspirar leitoras e leitores.

Ela contou para gente o que o público pode esperar sobre a biografia que ela escreveu durante a gravidez e após o nascimento da filha. “Vai ser um livro de memórias muito especial aonde as pessoas vão me conhecer no nível muito mais pessoal, vão conhecer ainda mais a minha história.  Tenho certeza de que muitos vão se identificar e que esse livro vai inspirar muita gente.  Estou muito feliz e que esse livro venha logo para que mais pessoas possam ter a força de realizar seus sonhos, que possam sonhar e que ele possa também trazer esperança para muitas pessoas”, disse a bailarina que foi uma das milhões de mães engravidaram durante a pandemia.

A carioca é hoje a Primeira Bailarina no Dance Theatre of Harlem, companhia que é reconhecida mundialmente por priorizar bailarinos negros em seu casting. Em 2019, Ingrid recebeu a primeira sapatilha no tom de sua pele, após iniciar um movimento sobre a necessidade de representatividade no figurino do ballet e entrou para história.

No mês de janeiro de 2021 a ativista se tornou-se a primeira brasileira e a primeira bailarina a palestrar na Harvard LEAD (Latina Empowerment and Development) Conference.

Comments