O ID_BR (Instituto Identidades do Brasil) está com inscrições abertas para o edital do programa Professores Pelo Sim à Igualdade Racial. O objetivo é possibilitar que educadores(as) inscrevam suas experiências de educação antirracista para avaliação, mapeamento e organização de um material de referência, que sirva para orientar profissionais e instituições de todo o país na implementação e manutenção de uma educação que visa a igualdade racial e o combate ao racismo de forma ampla e de longa duração. 

Ao longo de dois anos, o programa oferecerá letramento racial para professores e outros profissionais da educação. O intuito é alcançar educadores de todo o país a fim de promover o debate racial nos espaços formais de educação e desenvolver metodologias alinhadas com as leis que regulamentam o ensino de “História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena” na educação escolar do Brasil. 

Até o dia 25 de julho, poderão se inscrever professores de todo o país da rede pública ou particular de ensino, de quaisquer segmentos, áreas e disciplinas que desenvolvam ou já tenham realizado ações e atividades de educação antirracista. Os candidatos deverão se inscrever preenchendo o link do formulário com seus dados e anexando foto ou vídeo da aplicação do projeto ou de seu desenho. 

Serão selecionados até 40 educadores, dos quais 8 serão escolhidos e suas iniciativas e experiências poderão contribuir na construção de um material referendado que servirá de ferramenta pedagógica (um tipo de cartilha) para orientar professores de todo o país. 

O programa visa impactar profissionais da educação de todo o país com ferramentas e metodologias de promoção da educação antirracista. Este edital abrirá oportunidade para que educadores de todas as regiões do Brasil inscrevam seus projetos e atividades de educação antirracista a fim de participarem da construção de um mapeamento de metodologias de pedagogia antirracista que poderão compor um material referendado orientador para diversas práticas de combate ao racismo e a desigualdade no espaço escolar.

“Nós acreditamos que mais do que dizer não ao racismo, é fundamental dizer sim à igualdade racial, como fator chave de transformação e busca constante da promoção da igualdade racial dentro e fora do mercado de trabalho. Os números mostram que, mesmo após mais de 19 anos da sanção da lei 10.639 de 2003, que determina obrigatoriedade do ensino da história e cultura afro-brasileira nas escolas, isto ainda não é uma realidade”, diz Anny Romão, líder do pilar educação no ID_BR.  

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments