Serão dez pilares nas áreas da Empregabilidade, Cultura e Educação 

Instituto Identidades do Brasil (ID_BR) abriu as indicações para o Prêmio Sim à Igualdade Racial 2023. A premiação tem o objetivo de reconhecer os principais nomes de pessoas, empresas, instituições e iniciativas que atuam pela igualdade racial no Brasil. São dez categorias, que estão divididas em três pilares: Empregabilidade, Cultura e Educação. Todas elas receberão indicações do público através do site do ID_BR.  

Na etapa seguinte, haverá uma curadoria especializada para escolher quatro finalistas por seção. Os nomes selecionados serão enviados para um júri técnico que vai decidir os premiados. O ID_BR não escolhe os/as vencedores. 

Jorge Aragão e Xamã na apresentação na premiação de 2022 (Foto: Divulgação)

Todos os premiados vão ganhar uma estatueta com a obra “Mad World”, do artista plástico Vik Muniz, que retrata um globo terrestre a partir de acontecimentos importantes pelo mundo. Em oito pilares, os vencedores recebem ainda um prêmio de R$3 mil reais.  

O pilar de Cultura é dedicado às indicações de cantoras/cantores, produtores culturais, produtores musicais e artistas negros e indígenas que tenham um portfólio com experiência consolidada.  

Na Educação, o intuito é premiar iniciativas que buscam promover a igualdade racial criando formas de acesso, narrativas e métodos de aprendizado. 

Com a empregabilidade, o objetivo é premiar empresas que valorizem e possuam práticas voltadas à igualdade racial, como programas internos direcionados ao tema, grupos de trabalho e posicionamentos perante o público externo.  

Homenagem à Elza Soares no Prêmio Sim à Igualdade Racial deste ano (Foto: Divulgação)

Quem quiser fazer indicações, pode acessar o link Prêmio Sim à Igualdade Racial (simaigualdaderacial.com.br) e sugerir quantos nomes desejar até o dia 08 de dezembro. Na página oficial do ID_BR e no Instagram estão detalhados os critérios específicos para cada um dos três pilares.  

Na edição de 2022, os vencedores foram: o diretor Jeferson De, a influenciadora indígena Txai Suruí, Ailton Krenak, a deputada federal Joênia Wapichana, o podcast Mano a Mano, entre outros.

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments