Governo da Angola expulsa pastores brasileiros da Igreja Universal do país

0
2142
Foto: J. Beck/Dw

Na última quinta-feira (8) sete pastores evangélicos brasileiros da Igreja Universal do Reino de Deus em Angola receberam a notificação do governo local de que devem deixar o país em até oito dias.

O Serviço de Migração e Estrangeiros angolano emitiu a ordem, e os vistos de permanência dos pastores foram cancelados devido à “cessação da atividade eclesiástica em território nacional”.

O grupo ligado a Macedo afirma que mais 52 pastores brasileiros também estão sob risco de serem expulsos do país.

O conflito na Igreja Universal em Angola foi ocorre desde novembro de 2019, na época, 300 bispos angolanos romperam com a liderança brasileira, e os acusaram de práticas contrárias à “realidade de Angola e da África” e de sonegação fiscal. 

Segundo o DW Brasil, os dirigentes da Igreja Universal em Angola negam as acusações feitas pelos bispos angolanos e moveu processos judiciais contra os dissidentes. Anteriormente, a Universal já havia acusado autoridades judiciais angolanas de terem feito apreensões ilegais e atentarem contra a liberdade religiosa.

A Igreja Universal conta com 8 milhões de fiéis no Brasil e está presente em mais de cem países ao redor do mundo, com templos em pelo menos 12 nações africanas.

Comments