Gabi Oliveira: “Tem problema trabalhar como o rapaz que pega as bolinhas pro Rodrigo Bocardi?”

0
1052

Gabi Oliveira, comunicadora social, Youtuber e ativista. Realizou em seu Instagram, uma postagem em que questiona:

“Tem problema trabalhar como o rapaz que pega as bolinhas pro Rodrigo Bocardi?”

O questionamento surgiu após o apresentador do Bom Dia Brasil, questionar ao vivo, na manhã desta sexta-feira (7), se Leonel atleta de polo aquático, era catador de bolinhas no clube em que Bocardi prática tênis.

Leia também: Bocardi pergunta para atleta negro se ele é catador de bolinhas, por treinar no Clube Pinheiros

Gabi, explica que o problema não é trabalhar como catador de bolinhas “O problema quando o Bocardi ao ver um rapaz negro automaticamente entende que ele só poderia estar no mesmo clube se fosse na posição do recolhedor de bolinhas! Vocês entendem?”, completou.

Segundo Bocardi, “ficou em dúvida” pois Leonel, um jovem atleta negro, estava usando uma camiseta azul igual ao que os funcionários que trabalham no clube Pinheiros usam.

Leia na íntegra a publicação feita por Gabi Oliveira: 

Se você é negro e frequenta o mesmo espaço que eu, automaticamente, está ali para me servir. Esse é o imaginário construído pelo racismo estrutural e que sempre que nós falamos algumas pessoas dizem que é mimimi. Tem problema trabalhar como o rapaz que pega as bolinhas pro Rodrigo Bocardi? Não. É um trabalho digno. Agora, existe um problema quando o Bocardi ao ver um rapaz negro automaticamente entende que ele só poderia estar no mesmo clube se fosse na posição do recolhedor de bolinhas! Vocês entendem? Esse é o único lugar onde pessoas como o Bocardi enxergam a possibilidade de um corpo negro existir. E nem quando o rapaz fala que é atleta, o Bocardi se constrange. Pelo contrário, continua repetindo que achava que ele recolhia bolinhas e mostra surpresa por ele não estar nesse papel. Esse pensamento influencia em tudo na vida de pessoas negras. Na entrevista de trabalho, no tratamento em locais e etc…mas segundo o próprio Bocardi escreveu, ele não pode ser preconceituoso porque tem origem humilde (?????).

View this post on Instagram

Se você é negro e frequenta o mesmo espaço que eu, automaticamente, está ali para me servir. Esse é o imaginário construído pelo racismo estrutural e que sempre que nós falamos algumas pessoas dizem que é mimimi. Tem problema trabalhar como o rapaz que pega as bolinhas pro Rodrigo Bocardi? Não. É um trabalho digno. Agora, existe um problema quando o Bocardi ao ver um rapaz negro automaticamente entende que ele só poderia estar no mesmo clube se fosse na posição do recolhedor de bolinhas! Vocês entendem? Esse é o único lugar onde pessoas como o Bocardi enxergam a possibilidade de um corpo negro existir. E nem quando o rapaz fala que é atleta, o Bocardi se constrange. Pelo contrário, continua repetindo que achava que ele recolhia bolinhas e mostra supresa por ele não estar nesse papel. Esse pensamento influencia em tudo na vida de pessoas negras. Na entrevista de trabalho, no tratamento em locais e etc…mas segundo o próprio Bocardi escreveu, ele não pode ser preconceituoso porque tem origem humilde (?????) #depretas #racismo #racismoestrutural

A post shared by Gabi Oliveira (@gabidepretas) on

Comments

Comentários