Em nova entrevista para a revista GQ, o roteirista Jerrod Carmichael revelou que o filme conjunto entre ‘Django’ e ‘Zorro’ não irá acontecer. Existia um potencial em torno do projeto crossover entre os icônicos personagens. A ideia chegou a ser anunciada pelo diretor Quentin Tarantino em 2014.

O conceito do filme crossover foi anunciado ao público em 2019 e aconteceria vários anos após os eventos de ‘Django Livre’, aclamado filme estrelado por Jamie Foxx e dirigido por Tarantino. A ideia da obra também foi repassada para Antonio Banderas, que estrelou como Zorro em ‘A Marca do Zorro’ em 1998 e ‘A Lenda do Zorrro’ em 2005. Contratado para escrever o filme, Carmichael foi enfático ao declarar o total engavetamento do longa.

Jamie Foxx em ‘Django’. Foto: Sony Pictures.

“Quentin é um lunático que eu amo, e estou feliz por poder passar o tempo [com ele]. Vimos filmes de exploração no New Beverly, ele leu para mim cenas que nunca chegaram aos seus projetos, que ele havia datilografado, em sua cozinha depois de fazer limonada recém-espremida paramim”, comentou Carmichael. “Foi realmente especial. Na verdade, é um roteiro incrível, incrível que veio daquele Django/Zorro que eu adoraria que a Sony descobrisse, mas percebo a impossibilidade disso.”

Em entrevista à GQ, Carmichael não revelou os reais motivos que levaram ao engavetamento do projeto, mas citou o investimento do longa. “Acho que escrevemos um filme [que vale] US$ 500 milhões“, disse ele destacando o enorme orçamento planejado.

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments