‘Festival de Fotografia Popular’ lança galeria com 40 fotógrafos de comunidades do Rio de Janeiro

0
525
Imagem: Na ordem - Arthur Viana; Beatriz Santana; Adriano Rodrigues

O ‘FRENTE’, Festival Carioca de Fotografia Popular Emergente, selecionou no último mês 40 fotógrafos moradores de comunidades e regiões periféricas do Estado do Rio de Janeiro para uma exibição de trabalhos em uma galeria online. A ideia do projeto, que tem o apoio da Lei Aldir Blanc, é incentivar a produção de artistas e olhares que emergem do silenciamento social, econômico, artístico e cultural.

Além da galeria, que pode ser conferida no frentefestival.com.br, todos os selecionados receberam um curso gratuito de Photoshop da Brainstorm Academy, um voucher com direito a 15 impressões fotográficas, lives com homenageados. Também foram realizadas capacitações com ações pedagógicas e estratégias em como manter e gerenciar suas carreiras, versando sobre assuntos como mercado da fotografia, formalização das atividades, precificação e remuneração dos trabalhos e registro profissional.

“O FRENTE se propõe a ser uma vitrine, uma janela contra o silenciamento e a invisibilidade, um espaço de acolhimento e compartilhamento de saberes e também de ocupação e posicionamento no campo artístico/poético/político. Infelizmente, vivemos em um sistema que não nos permite compreender rapidamente e nos custa muito tempo até entender que o que fazemos é Arte. Sabemos que muitos circuitos de arte formais e institucionais têm suas portas fechadas para esses artistas, e enquanto for assim, vamos criar nossos circuitos, com interlocução com outros que dialogam da mesma forma. O que muitos consideram à margem e chamam de periferia, para nós é e sempre será central, pois se trata de nossa origem, de nossas raízes”, apresenta Giuliano Lucas, idealizador do projeto.  

Imagem: Ana Carla Souza

O festival reuniu fotógrafos profissionais e iniciantes de comunidades em Nova Iguaçu, Niterói, São Gonçalo, Queimados, Belford Roxo, Complexo da Maré, Rocinha, Jacaré, Bangu, Complexo do Alemão  além de vários outros pontos da cidade. Na galeria e no Instagram do Festival, cada um mandou sua mini bio, destacando seu amor pela fotografia.

“Após a seleção para o Festival Frente, pude conhecer o trabalho incrível de diversos fotógrafos. O Frente é um grande canal de fotógrafos periféricos que além de criar conexões entre comunidades, fomenta o trabalho de todos os envolvidos”, diz Yuri Perini, um dos 40 selecionados, morador de Paciência.

Imagem: Arthur Viana; morador do Complexo da Maré

Comments