Falta de negros em foto com Lula e Alckmin gera debate nas redes sociais

0
Falta de negros em foto com Lula e Alckmin gera debate nas redes sociais
Foto: Ricardo Stuckert.

Durante o final de semana, uma foto do pré-candidato à presidência da República pelo PT, Lula, seu vice, Geraldo Alckmin e a cúpula do PSB, partido de Alckmin, chamou a atenção nas redes sociais. A ausência de pessoas negras e a baixa quantidade de mulheres (só estavam na foto Gleisi Hoffmann, presidente do PT, e Rosângela da Silva, esposa de Lula) foram os pontos mais criticados da imagem.

O intelectual Thiago Amparo registrou a ausência de pessoas negras em um post nas redes sociais, e, recebeu uma enxurrada de comentários e críticas, que inclusive, insinuavam que ele, que é um ferrenho crítico do governo Bolsonaro, estaria se alinhando à direita ao apontar a gritante brancura da imagem.

A vereadora pelo Rio de Janeiro Tainá de Paula (PT), usou o Twitter para se posicionar sobre o ocorrido, mas também registrou o racismo que sofre duplamente ao ser cobrada, quanto mulher negra integrante do PT a ser a pessoa que tem que se posicionar sobre o assunto, e não as lideranças brancas do partido.

“É sim uma foto que expôe o racismo e a misoginia partidária”, disse a parlamentar. O intelectual Silvio Almeida defendeu Tainá. “É muita energia para cobrar negros (ou para calá-los) e pouquíssima ou nenhuma para questionar os brancos que estão no poder. Racismo também é covardia”, pontuou.

As eleições de 2022 colocam um novo componente à mesa. Diante da barbárie vivenciada com os anos Bolsonaro na história do Brasil, parece que não se pode mencionar o óbvio – a falta de diversidade daquela foto – sem parecer que se está defendendo o indefensável. É óbvio que qualquer pessoa comprometida com a pauta racial não defenderá o governo genocida do atual presidente. Mas será que o custo de não parecer defensor do atual presidente é o silêncio? Para Thiago Amparo, não.

“Foram críticas de negros/as, como a minha, que impulsionaram políticas raciais do PT. Me chamar de ingrato é lógica de casa grande e senzala: receba aí e fique quieto. Não, obrigado”, garantiu.

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments

No posts to display