Fale sem medo – A violência dentro das Universidades

0
1034

Instituto Avon discute a violência contra mulheres universitárias

Precisamos falar, sem medo, sobre a violência contra mulher. Diariamente mães, tias, esposas, vizinhas, professoras e estudantes são agredidas física, moralmente, virtualmente ou perdem a vida somente por pertencerem ao gênero feminino. Se falarmos de mulheres negras a estatísticas mostram números que chocam pela quantidade e evolução.

Mulheres negras também sofrem com violência nas universidades (Foto: Lorena Monique).

Uma pesquisa da ONU realizada entre os anos de 2003 e 2013 e divulgada em novembro deste ano, mostra que em uma década o número homicídios contra mulheres negras cresceu em 54%. Entre as mulheres brancas esse índice teve decréscimo de 10%. Esse não é um problema da comunidade negra. É um problema nacional.

Fale Sem Medo

O empoderamento das mulheres, no sentido de disponibilizar informações que lhes ofereçam não somente amparo, mais instrumentos para denunciar seus agressores é fundamental para salvar vidas.

Forum

O Instituto Avon abraçou essa causa e tem apoiado organizações e coletivos femininos, além promover ações de combate à violência contra a mulher. É o projeto “Fale Sem Medo  Não à Violência Doméstica” que é tema de um fórum que acontece amanhã (3 de dezembro), em São Paulo, onde palestrantes nacionais e internacionais discutirão sobre violência de gênero dentro das Universidades.

Durante o evento que será apresentado pela jornalista Astrid Fontenelle, haverá a apresentação de uma pesquisa inédita feita pelo Instituto Avon, em parceria com Data Popular.

Essa é a 3ª edição do Fórum, mas é a primeira vez que ele é aberto ao público. A inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site: www.institutoavon.org.br/forumfsm. As palestras começam a partir das 13h30 e tem transporte gratuito para o local do evento a partir da estação CEASA da CPTM (linha 9 – Esmeralda). Mais informações sobre o evento: https://www.facebook.com/events/1727143007515743/ 

Comunicadoras discutem a violência contra a mulher pela Internet

Pela manhã, antes do Fórum começar, o Think Olga irá mediar um bate papo com jornalistas sobre o ódio contra mulheres na Internet.

A jornalista Silvia Nascimento, fundadora do site Mundo Negro, o primeiro portal de conteúdo jornalístico para negros no Brasil e eleita pelo coletivo Blogueiras Negras, como uma das negras mais influentes da Internet em 2013, irá participar do hangout contando sua história e comentando os recentes ataques às celebridades negras pelo Facebook, como os casos Maju Coutinho e Taís Araújo.

Foto em destaque:  Lorena Monique

Comments

Comentários