‘Esquenta’ para o Festival Latinidades traz programação infantil a partir das tranças africanas

0
470
Foto: Divulgação

Com foco em meninas de 8 a 13 anos, ação on-line aborda o tema da representação do cabelo e da beleza negra durante os quatro sábados de julho

Nos dias 03, 10, 17 e 31 de julho, o Festival Latinidades 2021, repetindo a estratégia do ano passado, realiza uma edição esquenta. Voltado para meninas negras de 8 a 13 anos, o Festival e o Instituto Akoma vão oferecer um curso online que aborda o cabelo crespo como identidade e expressão. O evento será pela plataforma Zoom e as inscrições podem ser feitas até o dia 01 de julho por aqui.

O principal objetivo do esquenta é colocar as crianças participantes em contato com as diversas representações do cabelo e da beleza negra. O curso vai contar com leitura, discussão e tarefas de resolução de problemas na área de biologia, geometria, química e expressão criativa a partir do pensamento das tranças africanas. As crianças terão a oportunidade de documentar todo o processo.

“É uma alegria poder concretizar essa parceria. Além disso, vamos promover um espaço divertido e de aprendizado para essas crianças, algo que faz a diferença”, afirma Jaqueline Fernandes, coordenadora do festival.

O Latinidades completa 14 anos em 2021 e, como forma de celebração, anuncia a parceria com o Instituto Akoma. A entidade tem como missão cultivar uma comunidade global de aprendizagem para meninas negras e afro-indígenas, proporcionado justiça educacional para comunidades marginalizadas e contam com professores ao redor do mundo.

Ascensão Negra — O Festival deste ano traz como tema a ascensão negra. O evento, que acontece de 22 a 25 de julho, novamente de forma online, vai abordar uma sequência de acontecimentos que reforçam a contribuição da população negra para a humanidade. A programação completa ainda não foi divulgada.

Os principais conteúdos das atividades do Latinidades estarão ligados a temas como espiritualidade, bem viver, autoconhecimento, saúde, afeto, economia/finanças, estética/beleza, disputa política sobre futuros e epistemologias/cosmovisões afro-centradas.

Comments