Erykah Badu, diva do neo soul, volta ao Brasil em janeiro de 2023 para realizar dois shows em comemoração aos 25 anos do álbum ‘Baduizm‘. A obra venceu um Grammy e já foi considerado um dos cem melhores discos de todos os tempos pela revista Rolling Stone, ocupando o 89º lugar.

A cantora realizará um show em São Paulo, no dia 22 de janeiro, no Memorial da América Latina pelos festivais Nômade e Wehoo. E o outro show será no dia 24 janeiro, no Rio de Janeiro, no Vivo Rio, pelo coletivo Queremos!.

Apesar da empolgação dos fãs com a vinda da norte-americana, a escolha de artistas abertura do show está sendo motivo de críticas por músicos e ativistas negros. O festival convidou Céu, Gilsons e Bala Desejo para o show de São Paulo. No Twitter, a cantora Luedji Luna, não poupou palavras para o descontentamento: “O apagamento de cantoras pretas nesse país é de uma coisa tão descarada, que sei lá. Meu dia tava ótimo, mas acabei de estragar meu dia”, disse em um trecho do post.

Andreza Delgado, ativista e diretora fundadora do Perifacon também questionou o evento “Era o mínimo uma mina preta abrindo esse show” e citou artistas que poderiam abrir o show: “Luedji, Drika Barbosa, Tássia Reis, Karol, Duquesa, tantas…”.

Os ingressos para o show no RJ estão à venda pelo Sympla e o de SP estará à venda a partir de 12h pelo Ticket 360.

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments