Egnalda Côrtes: o nome por trás dos maiores Youtubers negros do Brasil

0
498
A Empresária Egnalda Côrtes que hoje agência os principal Youtubers negros do Brasil

Não tem como não notar a maior presença de pessoas negras na publicidade, TV e na Internet. E nada é por acaso, muito menos uma mudança voluntária de quem tem o poder de decisão. Por trás desses novos tempos há pessoas negras dedicadas a fazer a diferença para os seus pares. Egnalda Côrtes, até 2 anos atrás, era mãe de dois, dona de casa e ajudava seu filho mais velho, Pedro Henrique, que tinha paixão pelo Youtube e por história a manter (até então)  um modesto canal no ar.  Moradores do Itaim Paulista, zona periférica de São Paulo, mãe e filho em pouco tempo seriam os responsáveis em trazer mais diversidade para dentro da maior plataforma de vídeos do planeta.

O projeto Meus Heróis Negros Brasileiros,  do canal do Pedro Henrique, onde Egnalda fazia pesquisa e escrevia o roteiro em um caderno para o filho, virou um sucesso depois de uma matéria publicada aqui no Mundo Negro que viralizou impressionando e emocionando o Brasil com uma mãe e seu filho adolescente usando Youtube para falar sobre história afro-brasileira, aquela que não se ensina nas escolas.

Egnalda com o PH, Maria Morena e o marido Uiacá

A resistência, persistência dessa mulher nascida em São Paulo, com um leve sotaque do Sul, resultado de 8 anos vividos em Curitiba, fez com que o canal de PH crescesse e grandes oportunidades surgissem, como o Criança Esperança.

Egnalda, que trabalhou anos no mercado corporativo, se aproximou mais do Youtube conhecendo a plataforma a fundo e se aproximando de grandes produtores de conteúdo. Não precisou muito tempo para que isso virasse uma oportunidade de negócio. Usando seus conhecimentos adquiridos com sua experiência de executiva comercial, somada aos conhecimentos obtidos no próprio Youtube, ela abriu a Côrtes Assessoria, primeira agência voltada para Youtubers Negros.

Egnalda com alguns dos seus agenciados

Em 2016 ela se tornou uma das 30 builders mais influentes do mercado digital segundo o Youpix, foi contratada pela consultoria norte americana Creator-up e é uma das 15 mentoras de aceleração de negócios de canais da Google. Egnalda ainda entrou na na lista de mulheres inspiradoras de 2017 pelo Think Olga e foi convidada a compor o time de curadores do maior evento publicitário da América Latina , o Social Media Week 2018, que acontece todos os anos, durante o mês de setembro na ESPM.

Gabi Oliveira, Nataly Neri, Murilo Araújo, Tati Sacramento, Maira Azevedo, Jacy Juli, PhCôrtes, Samuel Gomes, Valtinho Rege , Erika Ribeiro, Tati Sacramento, Luci Gonçalves, Natalia Romualdo e Maristela , Biel, Ramana Borba Samocreia , AD Júnior, Spartakus Santiago e Patrícia Ramos são alguns dos seus clientes. Bradesco, Gol,  Seda e Magazine Luiza, Laboratório Fantasma, Vivo são marcas parceiras da Côrtes Assessoria.

Por um Youtube mais negro e uma publicidade mais diversa

Não foram só os seus talentos como empresária, os responsáveis por um ano produtivo para Côrtes Assessoria, que até saiu do país a negócios, acompanhando Gabi Oliveira no Texas durante o SXSW.  O trabalho de Egnalda tem uma pitada discreta de engajamento. O mercado publicitário não está acostumado a negociar diretamente com agentes negros.

“Fazer com que o mercado entenda a importância da narrativa de diferentes influenciadores foi o maior desafio, pois o lugar comum é o de eleger apenas um, assim como ocorreu na mídia tradicional. Quando o mercado entende que esses produtores são plurais, atendem perfis distintos de audiência e são igualmente importantes, conseguimos estabelecer uma valorização e precificaçao coerentes ao branding gerado a marca que se conecta”, detalha a empresária que esteve recentemente com seus agenciados no mega evento Teleton.

“Ainda é tímida, mas existe um movimento de formação das agências que tem buscado cada vez mais a consultoria de empresas que entendem do mercado para negros ou  cientistas sociais que vem auxiliando no entendimento da importância da publicidade trazer essas pautas para as marcas. Existem marcas como o Bradesco que hoje já é uma referência na inclusão de produtores de conteúdo de diversos nichos, e dentro das faculdades de publicidade pautas relacionadas às minorias vêm sendo arduamente discutidas, refletidas e exigidas nas disciplinas e nos exames de aprovação” explica Egnalda.

No vídeo abaixo, PH e Egnalda fizeram um passeio muito especial a convite do Bradesco.

Hoje a Côrtes Assessoria tem os maiores canais com recorte racial, dentro e fora América Latina e até os seguidores dos canais do seus agenciados se engajam para ampliar o alcance dos seus Youtubers favoritos.

“Alguns conteúdos do canal Afros e Afins, já estão sendo traduzidos para o inglês pelos próprios seguidores para que haja um maior alcance mundial, esse movimento acabará sendo orgânico para os canais, tendo eles conteúdo social ou não” comemora mãe de PH e de Maria Morena, de 10 anos.

A Côrtes Assessoria também prioriza profissionais negros para prestarem serviços para empresa, desde maquiadoras ao jurídico.

 Negritude na Internet em 2018

“Teremos um retrocesso com as marcas de cabelo que querem falar de empoderamento feminino mas não querem se conectar as questões sociais, tirando vários influencers negras com mais melaninas do front”.

Essa análise de Egnalda é facilmente perceptível. A negra mais aceita, a mais clara e cacheada é quem acaba sendo a queridinha das agências. No entanto, ela é otimista e vê oportunidades de negócios fora do mercado de beleza.

“Instituições financeiras e startups vem investindo alto em branding e contam com produtores de conteúdo que tenham discurso relevante para agregar valor à marca e posicionamento de mercado.Teremos uma pluralidade de produtores de conteúdo, narrativas , fazendo com que canais Negros além de se tornarem sustentáveis, se tornem cada vez mais lucráveis”, finaliza a agente.

Comments

comments