“É afirmação da nossa identidade”, jornalista comemora aparição de tranças em jornal aberto

0
4054
Foto: Arquivo Pessoal/ Tábata

A repórter da Globo Minas, Tábata Poline compartilhou em suas redes sociais a felicidade que sentiu ao poder trabalhar em frente as câmeras em um jornal aberto com suas tranças.

“Usar tranças em jornal aberto não é questão de estética. É afirmação da nossa identidade, da nossa luta.” Publicou Tábata no Twitter:

https://twitter.com/tabatapoline/status/1350551234231623681

O acontecimento ganha uma grande importância quando voltamos alguns anos atrás e lembramos que além de um número muito reduzido de negros na grande mídia, alguns profissionais ainda sofriam com pressões estéticas que seriam as “favoráveis” para a TV.

Além disso, o uso das tranças afro por anos foi comparado ao descuido e visto como sinônimo de sujeira pela sociedade. Ter uma jornalista preta apresentando as notícias de tranças significa muito! Reforça a cultura negra, a identidade e também se trata de representatividade!

“Gratidão às que vieram antes abrindo caminho. E que eu seja ponte para as que estão por vir. Seguimos rumo ao topo!” Publicou Tábata.

Comments