Documentário que narra história da primeira palhaça negra do Brasil será lançado online

0
526
Imagem: Divulgação

A primeira palhaça negra do Brasil tem sua história contada no documentário ‘Minha Avó Era Palhaço!’. Com direção de Ana Minehina e Mariana Gabriel, neta de Xamego, a produção vai ao ar no SescTV dia 2/9, quinta, às 19h , podendo ainda ser assistido online. Considerado a principal atração do Circo Guarany nas décadas de 1940 a 1960, o palhaço Xamego era encenado pela atriz Maria Eliza Alves dos Reis.

Mariana Gabriel, que também sonha em ser palhaça, cresceu ouvindo histórias sobre o tempo de sua avó no circo. “São memórias que não saem da minha cabeça e que carrego com os meus guardados mais preciosos”, comenta. No documentário, essas lembranças também vão construindo a história de Maria Eliza por meio de depoimentos da família, de representantes do circo e de especialistas.

Antes de ser palhaço, assim mesmo, no masculino, Maria Eliza foi cantora e formava dupla com sua irmã Efigênia, mas foi no circo, como Xamego, que alcançou o sucesso. Sua música tema nas apresentações era Xamego, de autoria de um amante do circo, o Rei do Baião Luiz Gonzaga, em parceria com Miguel Lima.

Confira trailer:

Segundo a historiadora Ermínia Silva, o termo palhaça nem existia. “Palhaço era coisa de homem”, afirma. “O feminino de palhaço só vai existir após o surgimento das escolas de circo, no final da década de 1970 e começo de 1980”, afirma Ermínia. Seria esse o motivo de Maria Eliza ser um palhaço? Tabajara Pimenta, o homem-foca, acredita que não. “Era ela que fazia questão de não divulgar, penso eu”.

O documentário aborda ainda o momento em que Maria Eliza resolveu ser palhaço; a participação da Caravana do Peru que Fala, do apresentador Silvio Santos, que levava diversos artistas ao circo; e os momentos difíceis do Circo Guarany. Imagens de arquivos e vídeos ajudam a narrar a história dessa mulher forte e decidida, que morreu em 2007, aos 98 anos.

Assista também em sesctv.org.br/noar

Comments