Derek Chauvin é condenado a 22 anos e meio de prisão por matar George Floyd

0
Derek Chauvin é condenado a 22 anos e meio de prisão por matar George Floyd

Derek Chauvin, o ex-policial condenado pelo assassinato de George Floyd, foi sentenciado a 22 anos e meio de prisão, encerrando um caso que gerou ondas de protesto em todo o mundo contra o policial direcionado á pessoas negras.

A sentença, proferida pelo juiz Peter A. Cahill do Tribunal Distrital do Condado de Hennepin, veio mais de um ano depois que um vídeo de celular amplamente compartilhado capturou Chauvin pressionando o joelho no pescoço de Floyd por mais de nove minutos em uma rua de Minneapolis.

Imagem: Reuters

Chauvin, que falou brevemente durante a audiência na sexta-feira, oferecendo condolências à família Floyd, está atrás das grades desde seu julgamento, que terminou em abril. As autoridades disseram que ele estava sendo mantido em confinamento solitário para sua própria segurança. Antes da audiência de condenação, o advogado de Chauvin, Eric J. Nelson, pressionou o tribunal por clemência, pedindo liberdade condicional e tempo de serviço.

O assassinato de Floyd, um homem negro de 46 anos, por Chauvin, de 45, que é branco, levou a um julgamento nacional sobre a injustiça racial em quase todos os aspectos da vida americana. Chamadas surgiram em todo o país para reduzir os orçamentos da polícia, remover estátuas de figuras históricas ligadas ao racismo e diversificar os conselhos corporativos predominantemente brancos.

As informações são do New York Times.

Comments

No posts to display