Depois de fala racista de sócia, Nubank investe milhões para ter mais negros na empresa

0
2869
Cristina Junqueira do Nubank - Foto: Reprodução Roda Viva TV Cultura

Como diria a Rihanna, tem gente que só pede desculpa por que foi pego. O banco digital Nubank anunciou um investimento de 20 milhões de reais em uma série de ações que têm como objetivo incluir mais negros na empresa.

Obviamente nada disso teria acontecido se Cristina Junqueira não tivesse ofendido a comunidade negra durante o programa Roda Viva afirmando que contratar pessoas negras era difícil e ela não queria nivelar por baixo contratando profissionais despreparados.  “Não adianta colocar alguém pra dentro que depois não vai ter condições de trabalhar com as equipes que a gente tem”, disse a executiva no programa da TV Cultura.

O Nublack comitê étnico racial do NuBlacks ajudou a construir uma série de ações que incluem parcerias e capacitação.

Selecionamos algumas :

– Ampliação do time de diversidade e inclusão para 12 pessoas, 100% dedicadas na atração, seleção e desenvolvimento de grupos sub representados.

– Em 2021  a empresa criará um programa formal de mentoria e aceleração focado no desenvolvimento dos funcionários negros, negras e outros grupos sub-representados para valorizar ainda mais os talentos que já temos hoje no Nubank.

– Abertura do Nulab@Salvador, um hub de tecnologia e experiência do cliente em Salvador (BA), que vai nos ajudar tanto a trazer mais diversidade para o time do Nubank, como a entender melhor a realidade dos milhões de clientes que temos no Nordeste.

– Formação de 1.000 jovens negros e negras socialmente excluídos para o mercado de trabalho com foco em habilidades fundamentais de linguagem e matemática, inglês e programação;

– Formação de pelo menos 250 programadoras negras para contratação pelo Nubank ou por outras empresas de tecnologia.

A carta de compromisso da empresa pode ser lido na íntegra aqui.

E  que nas próximas ações de gestores brancos, a gente possa usufruir de ações reparatórias sem sermos moralmente agredidos.

Comments