Debates sobre preconceitos e militância marcam a primeira semana do BBB 22

0
Debates sobre preconceitos e militância marcam a primeira semana do BBB 22
Foto: Reprodução / TV Globo.

Movimentando todo o país, o Big Brother Brasil 2022 estreou durante a última semana com muitas novidades. Ao todo, 20 participantes, entre famosos e anônimos, foram confinados na casa, aos olhos de milhões de espectadores. Dentre diversos destaques – e polêmicas – ao longo dos primeiros dias, a forte militância dos brothers e sisters chamou atenção. Ao mesmo tempo que se observa na casa, pessoas com posicionamentos muito bem definidos sobre suas crenças e a forma como observam a sociedade de modo geral, também é possível ver participantes completamente perdidos em questões como racismo, homofobia, transfobia e gordofobia, utilizando a casa como um espaço de “aprendizagem”. Esse embate, muitas vezes cultural, proporcionou durante os primeiros momentos do programa, uma série de debates, confira alguns destaques:

NATÁLIA E A FALA EQUIVOCADA SOBRE A ESCRAVIDÃO

A fala equivocada de Natália sobre o processo de escravidão no Brasil gerou uma série de debates durante essa primeira semana. A sister disparou: “Sou preta e vim como escravo sim, por que a gente era eficiente, por que a gente era bom. Quando falarem ‘você é preto’, responde: sou sim, sou preta mesmo!’”. Após episódio, tópicos como “lugar de fala” e “racismo estrutural” invadiram as redes.

VINÍCIUS RELEMBRA HOMOFOBIA QUE SOFREU DENTRO DA IGREJA

Se emocionando ao relembrar episódio de homofobia durante infância, Vinícius comoveu participantes. Em seu relato, o brother falou sobre o preconceito que sofreu de pessoas que faziam pregação dos cultos. “Aquela pessoa que você admirava e pensava: ‘quero ser como aquela pessoa e ir pregar pra várias pessoas’…Simplesmente aquela pessoa chegar pra você e dizer: ‘o que você está fazendo aqui? Nada do que você faça na igreja vai mudar o fato de que você não vai estar no reino dos céus’”, comentou. A coragem e resistência de Vinícius foi aplaudida pelos demais confinados no reality.

O EPISÓDIO TRANSFÓBICO DE RODRIGO

Numa conversa solta e errada, Rodrigo soltou a seguinte frase: “Eli, estou tentando dormir, mas tô lembrando do pinto do ‘traveco’ que você ficou com medo”. Vinícius estava no quarto e rapidamente o corrigiu: “Traveco, não”, disse o cearense. “Isso não foi legal“, completou Maria. Em seguida, com a consciência pesada, Rodrigo foi buscar Linn da Quebrada para “aprender” sobre o assunto.

TIAGO ABRAVANEL FALA SOBRE A GORDOFOBIA

Em outra conversa com demais participantes da casa, o ator Tiago Abravanel comentou sobre o estigma da sociedade em torno das pessoas gordas: “Gordo não significa falta de saúde. Ainda existe uma questão em relação a isso. Preguiça, nojo, várias dessas coisas, a sociedade associa a gordura. A gente precisa desconstruir isso. E não quer dizer que sou a favor da obesidade, isso vai além da forma física”. Tópico gerou uma longa discussão dentro da casa sobre a pressão estética que é imposta pela sociedade.

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments

No posts to display