De Prêmio África Brasil a Live de Titica: Dia da África com a diversidade do continente, na #CulturaemCasa

0
439
Titica, artista angola, "rainha do Kuduru" - Foto: Divulgação

A plataforma #CulturaEmCasa oferece, gratuitamente, uma programação de linguagens e narrativas diversas especialmente para celebrar o Dia da África. Nessa terça (25), destaca-se a transmissão do XV Prêmio África Brasil 2021, a partir das 19h, promovido pelo Centro Cultural Africano, um evento internacional que reconhece e divulga projetos e ações que beneficiem diretamente comunidade afro-brasileira em várias áreas. Nessa linha, da diversidade, está a Live de Titica, artista angolana considerada rainha do Kuduro e que também faz parte da programação.

Certamente, a “África é tudo menos singular – é plural, rica e heterogênea”, como destaca a Plataforma, na divulgação. É o continente com o maior número de países, etnias, povos e línguas e o #CulturaemCasa selecionou conteúdos para mostrar a grande influência do continente na formação cultural do povo brasileiro. De premiação à Live de Titica, passando pela exibição do filme Djon África, uma coprodução Brasil-Portugal-Cabo Verde, até uma exposição virtual com sete esculturas, apresentando a arte da República de Camarões.

Para quem gosta de teatro, tem o “Contos Negreiros do Brasil”, um espetáculo que traz estatísticas raciais e atuais relacionadas aos contos do livro de mesmo nome (escrito por Marcelino Freire, prêmio Jabuti de 2006), vividos pelos atores Rodrigo França, Aline Borges, Marcelo Dias, Milton Filho e Valéria Monã. Só tem tempo de ouvir? A opção é o podcast do Museu da Língua Portuguesa, Influência Africana na Língua Portuguesa.

A ação é uma parceria entre a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, por intermédio da Organização Social Amigos da Arte, e a Secretaria de Relações Internacionais do Estado de São Paulo.

DATA – Anteriormente chamado Dia da Liberdade de África e Dia da Libertação de África, o Dia da África celebra a fundação da Organização da Unidade Africana (OUA), em 25 de maio de 1963, hoje conhecida como União Africana. A data existe para dar visibilidade às diversas nacionalidades e identidades africanas, ao continente plural, diverso e rico que nos deu e dá raízes e tendências.

Sobre #CulturaEmCasa – Lançada em 21 de abril de 2020, a plataforma tem a missão de ampliar o acesso da população a conteúdos culturais de qualidade, 100% gratuitos e difundir a intensa produção cultural do Estado de São Paulo, seus equipamentos e municípios. Confira a programação completa e acesse outros conteúdos gratuitos: Plataforma #CulturaEmCasa.

Comments