Contratações de estagiários negros aumentam 235%, em 3 anos; O que isso quer dizer?

0
Contratações de estagiários negros aumentam 235%, em 3 anos; O que isso quer dizer?
Foto: Reprodução.

Por Alexon Fernandes

O estudo feito pela Central de Estágios que mostra um aumento de 235% nas contratações de estagiários negros, entre 2018 e 2021, é sem dúvida uma notícia muito boa. Principalmente, se considerarmos que, segundo o levantamento, as áreas que mais contrataram foram finanças, engenharia, atendimento ao cliente, marketing e vendas. Áreas que historicamente têm baixíssima participação de negros. Entretanto, precisamos considerar alguns fatores.

O primeiro deles é que, apesar do percentual ser expressivo, a base de comparação ainda é muito pequena. Estamos falando de um total de um pouco mais de 2.000 estagiários negros em atividade em 2021, mostrando em números absolutos que a quantidade de estudantes ou recém-graduados negros que têm acesso às vagas de estágio ainda é bem distante do razoável.

O levantamento também aponta que entre os pontos positivos estão a flexibilização de pré-requisitos como inglês e Excel, a criação de programas de capacitação, o estabelecimento de metas de diversidade e a sensibilização da liderança. O que explicita que projetos de diversidade são frutos de decisões estratégicas. Ao optar por captar talentos e treiná-los, ao invés de buscá-los “prontos”, empresas aumentam as oportunidades para que pessoas de grupos minorizados ingressem e progridam em suas trajetórias profissionais.

Fica evidente que a liderança tem papel fundamental. Afinal, a decisão de adotar modelos de recrutamento e seleção que valorizem características que são inatas aos candidatos – e não somente os conhecimentos de línguas estrangeiras ou de ferramentas de informática – é uma de uma ação estratégica. Da mesma forma, ter políticas internas bem definidas que permitam o treinamento de profissionais negros, potencializando suas habilidades, possibilita que os ambientes corporativos sejam mais diversos, dinâmicos e inovadores.

Por último, é necessário atenção especial ao modelo de divulgação de vagas. A comunicação deve ser atrativa e gerar conexão. Muitos RHs e áreas de comunicação insistem em modelos que não conversam com os profissionais negros. E aqui vai uma dica: contratar profissionais negros. Quanto mais diversidade nessas áreas, melhor.

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments

No posts to display