“Proponho uma conversa de companheiro pra companheiro, não de professor pra aluno”, declara Mano Brown ao definir seu podcast ‘Mano a Mano’, que chega com números expressivos em sua 2ª temporada. A primeira parte do projeto, lançada em 2021 se tornou um verdadeiro sucesso, foi o segundo podcast mais escutado do Brasil ao longo do último ano. “Quero ser transparente, não quero vender uma coisa que não sou. Qual é a prioridade para a raça negra hoje? Se for locomoção, casa, propriedade, ações, então vamos atrás disso. Acredito que o conhecimento tem que ser compartilhado. A função de quem está na mídia emitindo opiniões é de compartilhar. E não concentrar conhecimento“, destaca o rapper.

A 2ª temporada de ‘Mano a Mano’ estreia no dia 24 de março, dentro do Spotify. Ao todo, serão 16 episódios inéditos, com convidados de diversas áreas. Nesta tarde de quinta-feira (17), em coletiva de imprensa, Mano Brown confirmou a presença de Emicida e Seu Jorge na nova temporada. “Gravamos o episódio com Emicida, um cara de opiniões profundas, ficou incrível… Seu Jorge iremos gravar na próxima semana”, contou o apresentador.

Mano Brown ao lado de Ludmilla para a 1ª temporada de ‘Mano a Mano’. Foto: Jef Delgado.

“No Brasil, a informação é negada, principalmente, para o povo afro. A ideia é apresentar conteúdos úteis que nem sempre chegam nas pessoas. É entretenimento, mas também vamos levar informação”, comentou Mano Brown ainda no início do seu podcast, que já recebeu nomes como Ludmilla, Taís Araujo, Lázaro Ramos e Djamila Ribeiro.

Sobre sua posição de apresentador e formador de opinião, Brown revela que vê local de destaque com muita seriedade, assim como faz em seu trabalho. “Procuro sempre uma abordagem simples, prática. Os assuntos como drogas, maioridade penal precisam ser abordados de forma pratica, objetiva, para a galera jovem. Transparência, simplicidade e coração aberto são as chaves para se comunicar com os jovens“, reflete.

Mano Brown. Foto: Pedro Dimitrow.

“As pessoas me colocavam numa situação marginal, como ignorante, coisa que nunca foi. Comecei a conviver com a desconfiança sobre minha intelectualidade. Eu era obrigado a conviver com a alcunha de um cara burro“, revela Brown ao lembrar sobre o histórico em que era colocado. “Um dia desses, o cara estranhou porque disse que sou taurino. Tenho que saber de mim mesmo. E é isso, sou diverso, tenho fome o dia inteiro, sou teimoso, gosto de estudar”, completa.

Sobre política, Brown enfatizou que a educação deve ser priorizada pelo próximo presidente eleito no país. “O Brasil não tem um projeto para o povo, tem um projeto para o gado. o projeto para o Brasil deve ser a escola. Se o Lula ganhar ele tem que ir pra cima disso, a escola, faculdade, vai ser imperdoável se ele ou qualquer outro não for pra cima disso. A escola que vai salvar o jovem”, finalizou o artista.

Cecília Oliveira, Sidarta Ribeiro e André Caramante também foram confirmados na nova temporada de ‘Mano a Mano’. Outros nomes devem ser anunciados em breve.

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments