Conceição Evaristo, Kenia Maria e Teresa Cárdenas participam da “Primavera Literária” no Museu da República

0
1033

Durante a 18° Primavera Literária do Rio de Janeiro a presença de negros na literatura será debatida. O evento acontece de 18 a 21 de outubro, no Museu da República, no Rio de Janeiro e está sendo promovido pela Liga Brasileira das Editoras (Libre), cobra políticas públicas para a garantia da chamada bibliodiversidade, a diversidade cultural aplicada ao mundo dos livros. A entrada é franca e são esperados 25 mil visitantes, das 10h às 20h.

Um dos destaques da programação será a mesa “Mulheres negras na literatura”, com as escritoras Conceição Evaristo, Paloma Franca Amorim, Eliane Alves Cruz e a cubana Teresa Cárdenas. O encontro acontecerá domingo (21), às 11h30, na tenda “Faça Amor, Não Faça Guerra”. No mesmo dia, às 17h, no Espaço Educativo, Tom Farias falará de “Carolina Maria de Jesus – uma biografia“.

No Espaço Infantil terá a palestra “Oralidade e contos africanos: Histórias de ouvir da África fabulosa”, com Carlos Alberto de Carvalho. A conversa será seguida por uma oficina de ilustrações do livro “Histórias de ouvir da África fabulosa”, por Fabio Maciel, na sexta-feira (19), às 11h.

A representação negra na literatura infantil ganhará atenção no sábado (20), às 16h, em um bate-papo com as autoras e ativistas Cássia Valle, Luciana Palmeira, Simone Mota e Kenia Maria (presente na lista dos 100 negros mais influentes do mundo do Mipad, a premiação mundial para afrodescendentes). A mediação será de Ernesto Xavier.

Os 110 anos do compositor Cartola serão lembrados na festa, ainda no sábado, às 18h, com a apresentação dos músicos do Bloco Cartola é do Catete. O poeta mangueirense nasceu ao lado do antigo Palácio do Catete, em um 11 de outubro.

A musicalidade também estará presente na Primavera, na tenda “Faça Amor, Não Faça Guerra“, através das participações do Slam das Minas, na sexta-feira (19), às 15h30, em debate sobre ativismo jovem, e às 19h, nas ocupações artísticas. Domingo, às 18h30, a mesa “Mulheres do funk” reunirá Adriana Facina, Ingrid Neponucemo, Verônica Costa e Taísa Machado, com mediação de Carol Rodriguez.

Ao longo de suas 29 edições (divididas entre Rio, São Paulo, Belo Horizonte e Salvador), desde 2001, a Primavera Literária recebeu uma média de oito mil visitantes por dia. A programação é diversa, participam de palestras e debates cerca de 50 nomes por edição, com presenças de personalidades como Martinho da Vila, Ondajki, Leonardo Boff e Lázaro Ramos.

Comments

Comentários