Coletivo Preto se apresenta com dois espetáculos na Caixa Cultural Rio de Janeiro

0
677
Foto: Julio Ricardo

Os espetáculos “Lívia” e “Boquinha… E assim surgiu o mundo“, do Coletivo Preto, ficam em cartaz até o dia 17 de fevereiro, de sexta a domingo, às 19h, e domingo às 18h, na CAIXA Cultural Rio de Janeiro. Após as apresentações de sábado (dias 9 e 16), o grupo irá promover um bate-papo com o público.

“Lívia” tem texto do autor angolano Licínio Januário e colaboração da atriz Sol Menezzes. A peça retrata a história do casal Lívia e Felipe, do início ao fim de suas vidas, mostrando uma reflexão sobre como os relacionamentos podem modificar e (re)definir a nossa vida, com direção de Drayson Menezzes e Orlando Caldeira.

Foto: Amanda França

Apresentada como o retrato poético da trajetória de uma mulher, tão simples e incrível quanto qualquer outra, “Lívia” é interpretada pelos próprios autores. Primeiro espetáculo autoral do Coletivo Preto, a montagem estreou em maio de 2017, no Rio de Janeiro, e teve duas temporadas na capital carioca, além de uma no Teatro Parlapatões, em São Paulo, pela qual Sol Menezzes foi indicada a atriz revelação e Gabriel Prieto a melhor iluminação pelo critico Miguel Archanjo.

Já Boquinha, monólogo escrito por Lázaro Ramos, e dirigido pelo próprio Lázaro Ramos e Suzana Nascimento, terá duas apresentações aos domingos, dias 10 e 17 de fevereiro, às 16h. Com atuação de Orlando Caldeira, o espetáculo conta a história do surgimento do mundo inspirado em mitologias e lendas de diferentes culturas.

Foto: Julio Ricardo

Esse é o terceiro espetáculo de Lázaro dedicado ao público infantil e estreou em 2016, no Rio de Janeiro, e foi vencedor nas categorias Melhor Ator e Preparação Corporal no Prêmio CBTIJ de Teatro Infantil, além de outras quatro indicações nas categorias melhor espetáculo, melhor texto, trabalho de formas animadas e melhor cenário.

A Caixa Cultural fica na Avenida Almirante Barroso, 25 – Centro. Para mais informações, ligue: (21) 3980-3815.

Comments

Comentários