Coletivo de Música Negra do Grammy comemora “ano histórico” nas nomeações

0
468
Foto: Divulgação

O Coletivo de Música Negra do Grammy enviou uma carta para artistas falando sobre as indicações e elogiou os indicados negros da premiação. Recém-lançado, o coletivo compreende um grupo de proeminentes criadores de música negra e profissionais que compartilham o objetivo comum de amplificar as vozes negras dentro da Recording Academy e da comunidade musical em geral.

“Durante um ano e tempos tão difíceis em nossa sociedade, as nomeações do GRAMMY anunciadas ontem foram um ousado lembrete para o mundo e nossa indústria, mais uma vez, do impacto global inovador, da influência e contribuições da música negra.” inicia a carta enviada.

Na carta, o coletivo também parabenizou todos os indicados a premiação do ano de 2021, que é a premiação com mais indicados negros da história

Carta do Coletivo de Música Negra

[Parabéns] especialmente aos indicados negros que representam uma das listas de indicados mais inclusivas em anos. É um ano histórico, pois dez mulheres negras estão indicadas nas quatro categorias principais e mais de vinte negros indicadas estão representados nas categorias gerais. Além disso, pela primeira vez, todos os seis indicados para Melhor Álbum de Rap são artistas negros independentes. Isto é progresso.

O coletivo reconheceu ainda que “cada ciclo de premiação” pode trazer decepções, mas que a The Recording Academy está procurando se tornar mais inclusiva, e ainda há trabalho a ser feito.

Também houve polêmica após a divulgação dos indicados, o cantor The Weeknd que não foi indicado a nenhuma categoria apontou corrupção na premiação.

“Planejando colaborativamente uma apresentação por semanas para não convidado? Na minha opinião zero nomeações = você não está convidado.” Postou o cantor em suas redes sociais.


Confira a lista completa dos indicados aqui

Comments