Coalizão Negra por Direitos realiza encontro nacional e discute fortalecimento de candidaturas negras em 2022

0
Coalizão Negra por Direitos realiza encontro nacional e discute fortalecimento de candidaturas negras em 2022
Foto: Divulgação.

Encontro reúne mais de 250 organizações em Pernambuco.

A Coalizão Negra por Direitos realiza, até sexta-feira, em Olinda, o encontro nacional “Enquanto houver Racismo, não haverá Democracia!”. A atividade recebe lideranças de 250 organizações negras de todo o Brasil e parlamentares de diferentes partidos para fazer uma análise de conjuntura aprofundada e discutir a agenda de demandas e proposições e as estratégias de incidência da Coalizão rumo às eleições em 2022.

Entre os participantes estarão os ativistas Anielle Franco, Douglas Belchior, Maria José Menezes, o professor Hélio Santos e diversas outras lideranças de organizações negras do Brasil. Já entre os parlamentares, estão confirmados nomes como os dos deputados federais Talíria Petrone (PSOL – RJ) e Orlando Silva (PCdoB – SP), da deputada estadual Renata Souza (PSOL – RJ) e as codeputadas estaduais Jô Cavalcanti e Robeyoncé, das Juntas (PSOL – PE). A nível municipal, os vereadores Vinicius Castello (PT – Olinda), Tainá de Paula (PT – RJ) e Divaneide Basílio (PT – Natal) estarão presentes no evento.

O avanço do conservadorismo e do fascismo no país, com o aprofundamento do racismo, agudizou ainda mais as desigualdades raciais, de gênero e de classe. O recrudescimento da violência, o aumento da extrema pobreza e da fome, como resultado da perda de direitos e dos cortes nas políticas sociais têm empurrado a população negra para condições ainda mais precárias de vida.

Disputar espaço no Poder Legislativo e no Executivo é uma necessidade cada vez mais premente e o movimento negro vem avançando nas últimas eleições, conquistando importantes vitórias, especialmente com a atuação de mulheres negras. Parte das metas do encontro está a operação de estratégias de ampliação da presença do movimento negro nos espaços da política institucional, a fim de garantir uma representatividade que tome decisões e defina políticas fundamentais na vida cotidiana da população negra brasileira.

O evento tem formato híbrido, com participação presencial de cerca de 100 pessoas e com transmissão online para membros das organizações que compõem a Coalizão Negra por Direitos e convidados. O último dia será exclusivamente dedicado ao debate com parlamentares negros e negras que atuam em parceria com a Coalizão e lideranças que estão pré-candidatas ao pleito em 2022.

Comments

No posts to display