Chef Carmem Virgínia leva conhecimentos da cozinha ancestral brasileira para o México

0
Chef Carmem Virgínia leva conhecimentos da cozinha ancestral brasileira para o México
Foto: Arquivo pessoal.

Durante viagem, cozinheira brasileira deu workshops e pôde apresentar o repertório gastronômico que acumula em décadas como cozinheira de axé e chef

A chef Carmem Virgínia está em viagem ao México levando um pouco de seu vasto conhecimento sobre a culinária afro-brasileira e de terreiro. Por lá, a chef ofereceu um workshop de cozinha ancestral brasileira. O conteúdo vai fazer parte de série de uma plataforma de streaming, mas os detalhes são segredo. “Ensinei de moqueca a ceviche, passando pela farofa de Exu, moqueca e xinxim”, contou Carmen. 

Para ela, a oportunidade de levar seu conhecimento sobre a cozinha negra brasileira para outro país é um sinal de transformações. “Quando uma mulher preta de candomblé como eu rompe essa fronteira do racismo e leva a história do seu povo para o mundo, é um bom sinal. Que eu seja essa porta-voz, mas não seja a única, porque é preciso que outras mulheres venham também para esse movimento”, salienta.

Ainda no México, a cozinheira participou de um evento onde serviu sua comida ancestral para mais de 30 empresários do ramo do turismo de toda a América Latina. Para ela, o Brasil tem muito a aprender com o México no que diz respeito à valorização da cultura alimentar do país. A gastonomia mexicana é considerada patrimônio imaterial da humanidade.

“O México é espelho de uma cozinha que começa com os povos ancestrais , que dá muito valor à sua comida, ao povo que está na rua vendendo. A comida mexicana começa na rua, assim como também acontece no Brasil. Mas, por falta de união e de vontade dos chefs e os governos não conseguimos transformar os nossos saberes em patrimônio imaterial, apesar de alguns pratos serem reconhecidos isoladamente”, avalia.

Na opinião de Mãe Carmem, como também é conhecida, essas questões também são perpassadas pelo racismo.

“Para reconhecer como patrimônio imaterial, vão ter que dar a devida importância aos povos de matriz africana e aos povos indígenas, e aí é onde muitos torcem o nariz. Mas a gente está aqui pra lutar”, garante.

Mãe Carmem segue em viagem internacional até o próximo sábado.

Estamos no Telegram! Receba diariamente nossas notícias em primeira mão. Participe! https://t.me/SiteMundoNegro

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments

No posts to display