Sesc realiza mesa de debate sobre protagonismo de intelectuais negros no abolicionismo

0
606

O Centro de Pesquisa e Formação do Sesc irá apresentar, no próximo dia 13 de junho, o perfil e trajetórias cruzadas de Luiz Gama e José Ferreira de Menezes, por meio de uma mesa de debate, em torno dos quais giram figuras como José do Patrocínio, André Rebouças, Vicente de Souza, Machado de Assis, Chiquinha Gonzaga e outros atores menos conhecidos. O propósito do evento é trazer outras perspectivas sobre a experiência abolicionista no Brasil, como se depreenderá dos textos comentados.

A mesa contará com a presença de Ana Flavia Magalhães, que é docente do Departamento de História da Universidade de Brasília. Possui doutorado e pós-doutorado em História pela Universidade Estadual de Campinas. Além disso, é autora de livros, coorganizadora das coletâneas Pensadores Negros – Pensadoras Negra: Brasil, séculos XIX e XX (Fino Traço/Ed. UFRB, 2016) e Griôs da Diáspora Negra (Griô, 2017). É também coordenadora nacional do GT Emancipações e Pós-Abolição da Anpuh (2017-2019).

Junto a Ana Flavia, Lígia Fonseca, que é docente de graduação e pós-graduação em Letras da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Doutora pela Universidade de Paris 3 – Sorbonne, sobre vida e obra de Luiz Gama, e pós-doutora em epistolografia franco-brasileira, pelo Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo. É membro do Grupo de Pesquisa Diálogos Interculturais (Instituto de Estudos Avançados – USP). É autora de Primeiras Trovas Burlescas e outros poemas de Luiz Gama (Martins Fontes, 2000) e de Com a palavra Luiz Gama. Poemas, artigos, cartas, máximas (Imprensa Oficial, 2011).

Luiz Gama, declarado “Patrono da Abolição” em 2018, inscreveu um discurso atravessado por sua identidade racial no abolicionismo brasileiro, cerca de vinte anos antes do final da escravidão. Longe de ser solitária, sua voz se somou à de outros afrodescendentes, como seu dileto amigo José Ferreira de Menezes, escritor, advogado e fundador da influente folha Gazeta da Tarde (RJ).

O evento “Abolicionistas negros: Luiz Gama, Ferreira de Menezes e suas redes” tem 30 vagas, classificação etária de 16 anos e acontece de 14h às 18h. A entrada custa R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia) com tradução em libras disponível. Solicite com até dois dias de antecedência através do e-mail: centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br.
Informações e inscrições pelo site (sescsp.org.br/cpf) ou nas unidades do Sesc no Estado de São Paulo.

Comments

Comentários