Caso Will Smith escancara racismo de Hollywood

0
Caso Will Smith escancara racismo de Hollywood
Foto: Reprodução Globo Play

Dois projetos com o ator foram engavetados após a polêmica do tapa. Quantos brancos tiveram esse mesmo tratamento?

Projetos engavetados

Nesse último sábado (02), a Netflix e a Sony Pictures colocaram seus projetos com o Will Smith na geladeira. O primeiro era Fast and Loose, um filme original que estava sendo prioridade da gigante do streaming e que agora corre o risco de ser cancelado. Já o segundo, se trata do quarto filme da franquia Bad Boys, que Will, inclusive, era o produtor.

Esses engavetamentos vieram um dia após o ator ter se demitido da Academia de Artes Cênicas de Hollywood. Um julgamento ainda será feito no dia 18, mas Will ficou aberto a outras punições além da sua exclusão.

Mas é bizarro imaginar que, toda a sua carreira está em risco, enquanto diversos outros artistas brancos passaram impunes por atitudes até mesmo criminosas.

O Privilégio Branco

J.K. Rowling é assumidamente transfóbica nas suas redes sociais, já investiu em instituições que vão contra pessoas trans, e mesmo assim ela continua trabalhando em novos livros e está envolvida na produção da franquia Animais Fantásticos. Inclusive estava presencialmente na pré-estreia mundial do filme como se nada tivesse acontecido.

J.K Rowlling na premiere do próximo lançamento da franquia Animais Fantásticos

Recentemente, a Disney lançou o filme Morte no Nilo, do qual um dos atores principais, Armie Hammer, foi acusado de canibalismo. O filme ficou dois anos na geladeira por causa da pandemia e mesmo assim, ninguém pensou em reescalar o ator.

Observem, a ex-mulher do ator revelou que o tipo de conversa Armie tinha na cama eram fantasias sobre de que partes do corpo da namorada ele gostaria de assar e devorar. “Ela já me disse que queria quebrar minha costela, fazer churrasco dela e comer”, disse. Vazaram prints de conversas abusivas envolvendo canibalismo e mesmo assim a produção foi lançada.

Ex de Armie Hammer diz que ele queria fazer “churrasco” com costela dela
Armie Hammer

Muitos insistem em dizer que o filme já havia sido gravado antes de toda a polêmica, o que é verdade, mas vocês não acham que lançar um filme com uma pessoa acusada de canibalismo e estupro é um pouco demais? Pois bem… Will Smith anda tendo toda sua carreira questionada pelo que aconteceu no Oscar, esperarmos que um filme com um acusado de estupro e canibalismo não seja lançado não é um exagero. De qualquer forma, temos outros exemplos.

O diretor Roman Polanski foi condenado em 1978 por ter estuprado uma adolescente de 13 anos, sendo que o próprio admitiu ter tido relações sexuais. Ele precisou sair dos EUA para não ser preso. Mas em 2002, ele foi indicado e premiado no Oscar.

Caso Polanski: O que se sabe sobre condenação por estupro, 40 anos depois  do crime | Cinema | G1
Roman Polanski

Ezra Miller, o Flash da DC e o Credence de Animais Fantásticos, foi preso nesta semana após ter tido um surto dentro de um bar, na qual agrediu uma mulher que estava cantando num karaoke. Um casal ainda denunciou que Ezra invadiu o seu quarto e roubou seus documentos. Nenhum projeto foi engavetado ou outras celebridades comentaram suas ações…

Ezra Miller | Entenda as polêmicas recentes que envolvem o ator de "Animais  Fantásticos" e "The Flash" - TechNews Brasil
Ezra Miller

Antony Starr, o Homelander de The Boys, também foi preso recentemente, após se envolver numa briga com um jovem de 21 anos. A Amazon nem considera cancelar ou alterar alguma coisa da terceira temporada da série. Inclusive o ator é especulado em outras produções de Hollywood

The Boys' Actor Antony Starr Arrested in Spain
Anthony Starr

Pesos diferentes

Poderiamos listar aqui uma centena de atores e atrizes de Hollywood cujo comportamento violento e criminoso não foi o suficiente para o fim de suas produções. Esse é um retrato da indústria racista que sempre falamos. Pessoas negras sempre precisam lidar com mais consequências do que os brancos, que estão sempre tomando atitudes criminosas e saindo sem repercussão alguma.

Ninguém teve medo de trabalhar com Polanski sendo um pedófilo, ou soltou notas de repúdio com os outros atores criminosos. Mas com Will Smith, que apenas defendeu sua esposa de um comentário ofensivo, teve que ouvir de uma das apresentadoras do Oscar, Amy Schumer, que não consegue dormir direito com trauma. Sinceramente né gente? Trauma?

Will Smith é um gigante da indústria, mas sua imagem é frágil o suficiente para um ato destruir tudo. É importante lembrar que Will e Jada lideraram o boicote ao Oscar em 2016 com a campanha #OscarSoWhite e a academia teve que se movimentar bastante para mudar as coisas. Se alguém como Will Smith tem sofrido tanto com o que aconteceu, imagine o que pode acontecer com atores mais jovens?

Bom, teve o John Boyega, o Finn de Star Wars, que perdeu todas as oportunidades apenas por denunciar racismo em Hollywood

É triste, revoltante, porém, não é uma surpresa. Vão inventar diversas desculpas para dizer que o que estão fazendo com Will não é racismo. Que é um caso isolado. Mas nós sabemos a verdade…

Aparentemente Will Smith passará um tempo em uma clinica de reabilitação para famosos nos EUA, que convenhamos, não passa de um Resort para famosos descansarem a imagem, mas já que muitos atores brancos costumam usar muito essa ‘reabilitação’ para retornarem ilesos as telas, esperamos que o mesmo aconteça com Will, que sinceramente, não deveria precisar disso.

Texto escrito pelo Jornalista Guilherme Ferreira e pelo colunista Levi Kaique Ferreira

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments

No posts to display