Ausência de boneca negras no mercado brasileiro entra em discussão no documentário “Parece Comigo”

0
172

A falta de representatividade negra na publicidade e também no comércio brasileiro não é surpresa. No próximo dia 19, a partir das 20h, na Unibes Cultural, localizada na Rua Oscar Freire, n° 2500, em São Paulo, será exibido gratuitamente o documentário “Parece Comigo“, que retrata os problemas da ausência de bonecas negras no mercado brasileiro de brinquedos, além de mostrar o trabalho das bonequeiras que se mobilizam para mudar esse cenário por meio de seu artesanato consciente, enfrentando a gigante indústria de brinquedos.

Após a exibição, a diretora Kelly Spinelli e as convidadas Lúcia Makena, arte-educadora e especialista em produção de bonecas de pano Abayomi, e as gêmeas Tasha e Tracie, criadoras do blog/movimento Expensive $hit, que promove o empoderamento de mulheres negras que vivem nas periferias, irão debater sobre as temáticas abordadas no documentário.

A exibição faz parte da série de Sessões Videocamp, promovidas pela plataforma online Videocamp, com o intuito de fazer com que qualquer pessoa organize sessões de cinema gratuitas a partir de um catálogo de filmes de impacto.

Lançado em 2016, o documentário foi premiado pelo X Concurso Rucker Vieira, da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), e traz entrevistas de artesãs de bonecas negras, uma psicóloga social, e rappers negras, entre elas, MC Soffia, que abordam a questão da representatividade e da interiorização de preconceitos na infância.

Para garantir a participação, é necessário se inscrever na página do evento. Clique aqui!

Assista o trailer:

Comments

comments