Apresentado por Iza, ferramenta “Teclado consciente” cria alerta para expressões racistas usadas em smartphones

0
641
Foto: Divulgação/TIM

Pensando em tirar expressões de cunho racista do vocabulário do brasileiro, a operadora TIM idealizou o “Teclado consciente” ferramente que funciona como autocorretor, mas para corrigir palavras e expressões racistas e sugerir outro termo.

A ideia é uma forma de evitar que essas palavras sejam reproduzidas e propagadas em redes sociais e consequentemente perpetuem no linguajar das pessoas

A TIM conta com um time de influenciadores negros que irão produzir conteúdo específico para divulgar a ferramenta e a embaixadora Iza também está participando do projeto, e será a apresentadora do app

Estão na equipe do projeto nomes como Yuri Marçal, a cantora Lellê, Winnie Bueno; Gleici Damasceno, campeã do BBB18; a digital influencer Camilla de Lucas, entre outros.

“A gente usa termos que nem sabemos que têm cunho preconceituoso” diz Ana Paula Castello Branco, diretora de Advertising e Brand Management da TIM. “A nossa intenção é usar a tecnologia para ajudar no combate ao racismo estrutural no país.”

Um estudo realizado por uma consultoria parceira da TIM em questões de diversidade já encontrou ao todo 225 palavras e expressões com cunho racista, os funcionários da companhia também participaram da pesquisa.

A ideia pretende evoluir e contribuir com a conscientização sobre expressões que afetam outras minorias, como LGBTQIA+

A ação faz parte do programa de diversidade e inclusão da operadora, que tem a intenção de ampliar a presença de negros e profissionais que representam outras minorias em cargos de todos os escalões.

Comments