Após ser, mais uma vez, vítima de ataques nas redes sociais, Maju Coutinho faz esclarecimentos ao vivo

0
4733

Na segunda-feira (24) o Jornal Hoje (da rede Globo) apresentou uma reportagem a respeito do evento Brasil Vencendo a Covid-19, e a apresentadora Maju Coutinho finalizou com o comentário que ninguém do governo havia prestado nenhuma solidariedade aos mortos pela doença.

Por conta do episódio, o presidente Jair Bolsonaro compartilhou o vídeo do momento dizendo que: “a Globo, como sempre, mentindo a meu respeito”. Usuários da rede social se uniram e levantaram a hashtag #MajuMentirosa  que chegou a ser um dos assuntos mais comentado do Twitter.

Após a manifestação nas redes sociais, durante a edição do Jornal Hoje (JH) de terça-feira (25), Maju Coutinho esclareceu que uma médica da Bahia prestou um minuto de silêncio pelos óbitos, o que foi seguido pelo presidente Jair Bolsonaro e pelos presentes. “E agora deixa eu fazer um esclarecimento. Ontem, o JH noticiou que durante o evento ‘Brasil Vencendo a Covid’, nem o presidente Jair Bolsonaro e nem nenhuma autoridade do governo prestou solidariedade às vítimas. Mas uma médica da Bahia, doutora Raíssa Soares, que não faz parte do governo, pediu um minuto de silêncio. E o pedido foi respeitado por todos os presentes, inclusive pelo presidente. Fica aqui o esclarecimento”, afirmou.

Essa não é a primeira vez que Maju Coutinho tem que lidar com ataques nas redes sociais, os episódios acontecem desde 2015. E, em março a justiça de São Paulo condenou Erico Monteiro dos Santos e Rogério Wagner Castor Sales a penas que variam de cinco a seis anos de prisão em regime semiaberto e aplicação de multa por racismo e injúria racial. Os dois homens usaram perfis falsos para praticar racismo em páginas nas redes sociais. Por terem recrutados três adolescentes para a ação criminosa, eles também foram condenados por corrupção de menores.

Comments