Após colocar o Carrefour como patrocinador Master, prêmio CUFA é criticado e cancelado

0
4465
Foto: Google imagens; CEO da CUFA, Celso Athayde

A intenção até foi boa, mas a CUFA desagradou muitas pessoas da comunidade negra durante a promoção do prêmio Pretos Empreendedores e boa parte da crítica veio pelo fato de Carrefour ser o principal patrocinador do projeto, algo que nem jurados e finalistas do prêmio sabiam. O prêmio que seria realizado no dia 30 de janeiro, teve que ser cancelado.

No final do ano, o Carrefour foi algo de severas críticas, protestos e até boicote após a morte por espancamento de Beto Freitas um uma unidade da rede em Porto Alegre, no dia 19 de novembro de 2020, véspera do Dia da Consciência Negra.

E nas redes sociais, o desgosto dessa parceria foi grande.

Os indicados também se indignaram. Um dos exemplos é a Youtuber, Nath Finanças, que não sabia da indicação, na qual logo após descobrir o envolvimento com a Carrefour, declinou.

O casal Taís Araujo e Lázaro Ramos apareciam como jurados.

Em uma postagem no Facebook o presidente da CUFA Celso Athayde pediu desculpas. “Para a realização da premiação, neste final de semana, entrei em contato com diversas empresas para angariar apoio para a realização da premiação aos selecionados e para a etapa final do evento e o meu grande erro, aliás o meu erro grosseiro e absurdo, foi não atualizar todos os envolvidos da presença desses parceiros e submetê-los ao crivo de absolutamente todos os envolvidos”.

Vale lembrar que o presidente da CUFA faz parte do comitê criado pela Carrefour, comitê esse que recebeu R$ 25 milhões para tocar ações de interesse da comunidade negra, sobretudo as de combate à violência.

A rede de mercados Carrefour não se pronunciou sobre o caso.

Com colaboração de Rakeche Nascimento.

Comments