Após acusações de apropriação cultural, Michael B. Jordan vai mudar nome de rum

0
Após acusações de apropriação cultural, Michael B. Jordan vai mudar nome de rum
Foto: Reprodução.

Ator descartou o nome J’Ouvert após as críticas de Nicki Minaj e do governo de Trinidad e Tobago

Após anunciar no fim de semana de que estava lançando uma linha de rum chamada J’Ouvert, Michael B. Jordan publicou um pedido de desculpas e decidiu mudar o nome da marca. Os críticos ficaram ofendidos porque no processo de registro da marca, Jordan afirmou que o termo “não tem significado em uma língua estrangeira”. 

J’Ouvert sinaliza o início do carnaval no Caribe e é um elemento muito tradicional da cultura de Trinidad e Tobago. O uso da palavra por Jordan foi sentido por muitos como uma apropriação cultural. O termo “J’Ouvert” origina-se do francês para o amanhecer e sua relação com o início do carnaval no Caribe remonta ao século XIX.

Uma petição online para impedir o registro da marca já havia ultrapassado 12.000 assinaturas e o governo das ilhas também expressou profunda preocupação com o plano. A cantora Nicki Minaj, que é Trinidad, pediu a Jordan que mude o nome “ofensivo” na última terça-feira.

No texto repostado por Nicki, a autora falou sobre como J’Ouvert “se originou em Trinidad com as festividades de Canboulay, que era uma época em que os campos de cana-de-açúcar pegavam fogo e os escravos ainda eram forçados a colher as plantações restantes antes da destruição completa”. O post também explicou que “foi posteriormente adotado por outras ilhas do Caribe, à medida que experimentaram a emancipação ao longo de diferentes períodos da história”.

Em seguida, Jordan postou um pedido de desculpas nos Stories.“Eu só quero dizer em meu nome e em nome de meus parceiros, nossa intenção nunca foi ofender ou ferir uma cultura (que nós amamos e respeitamos) e esperamos celebrar positivamente”, escreveu ele. “Nos últimos dias tem havido muita escuta. Muito aprendizado e envolvimento em inúmeras conversas da comunidade”, disse o ator. “Nós ouvimos vocês. Eu ouvi e quero deixar claro que estamos no processo de renomeação. Pedimos desculpas sinceramente e esperamos apresentar uma marca da qual todos possamos nos orgulhar”, completou.

No início da semana, a ministra do Comércio e Indústria, Paula Gopee-Scoon, disse ao Trinidad e Tobago Newsday que as implicações de propriedade intelectual do pedido foram “extremamente preocupantes”.

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments

No posts to display