Após ação de Carapicuíba comparada ao caso George Floyd, PM de SP terá novo treinamento

0
1091

Para o Governado de São Paulo João Dória, policiais com abordagens violentas são apenas 1% do contingente da Polícia Militar: “Para que possamos retreinar todo o comando das tropas, para evitar e mostrar que esse 1% dos maus policiais, que insistem em usar a violência desnecessária contra a população, que isso não é aceitável”.

Essa afirmação do Governador foi dita nessa segunda-feira (22/06), durante o anúncio de um programa para retreinar integrantes da corporação após inúmeras e severas críticas às ações da PM durante o período de isolamento social por conta do coronavírus.

O último caso de grande repercussão aconteceu em Carapicuíba onde um homem, durante uma ação gravada por testemunhas, ficou desacordado após receber um mata-leão, desmaiar e ainda semi-consciente teve o pescoço pressionado pelo joelho de um PM. O homem chega a se sacudir por sufocamento, mas felizmente não morreu.

O procedimento da PM nesse caso, foi comparado ao que resultou na morte de George Floyd, segurança negra assassinado por um policial branco, nos EUA.

O Secretário executivo da Polícia Militar, coronel Camilo disse que a ideia é que o novo treinamento chegue aos policiais que atuam nas ruas em até 20 dias. Primeiro, serão chamados os coronéis e depois as patentes menores na estrutura da PM. “Vamos retreinar todos os policiais, a começar pelo comando. Serão reunidos majores, capitães. A ideia é que em 20 dias chegue na ponta da linha, para que todos lembrem o que aprenderam na escola. A linha é proteger, salvar, fazer o bem”, disse.

Com informações da UOL.

Comments

Comentários