Tumor na próstata é mais comum em negros

2610
1038

O tumor na próstata é a segunda doença maligna mais comum entre os homens, ficando atrás apenas do câncer de pele. De acordo com o urologista da Amhpla Cooperativa de Assistência Médica, Dr. Carlos Eduardo Maluf, “a frequência deste câncer nos homens é de, aproximadamente, 20%. É uma doença de fundo genético, semelhante ao câncer de mama e não tem uma prevenção realmente estabelecida. É mais comum na raça negra e mais agressivo em obesos”, afirma.

O especialista explica que os exames básicos são o de toque e o PSA. “Estes dois exames alertam para o diagnóstico. Se for constatada alteração suspeita através deles, então é feita uma biópsia. Para os tumores localizados, concentrados apenas na próstata, indica-se a cirurgia ou a radioterapia. Já para os casos mais graves, em que o câncer avança para outras partes do corpo, recomenda-se hormonioterapia e quimioterapia”.

Câncer na próstata é mais comum na raça negra e mais agressivo em obesos

Dr. Carlos conta também que houve avanços nesta questão. “Hoje, muitos homens vêm fazer exames. As campanhas melhoraram a aceitação pública para esta questão. Porém, ainda há desinformação e preconceito de alguns grupos. Os pacientes vêm em grande quantidade ao consultório, mas precisam de orientação”.

E finaliza: “Não há restrição de idade. Porém, como é um exame desconfortável e pela doença ser mais comum a partir dos 40 anos, aconselha-se que seja feito, anualmente, acima dos 45 anos (quem não tem histórico familiar) e a partir dos 40 (quem teve casos do câncer na família). Mas, a qualquer indício clínico, deve-se procurar o especialista. Se diagnosticado na fase inicial, as chances de cura são de mais de 90%. Infelizmente, nos casos mais avançados em que o câncer já se alastrou, é possível apenas controlar a doença”.

Autor: Daniella Rolim 
Fonte: Decastro Assessoria 

Comments

Comentários