3ª CONAPIR termina: SEPPIR lança “mapa negro” e sistema de monitoramento de ações via Internet

2422
771

Durante a 3ª Conferencia Nacional de Promoção de Igualdade Racial (III CONAPIR) encerrada ontem,  em Brasília, a SEPPIR em parceria com o IBGE lançou o  “Mapa da Distribuição Espacial da População, segundo a cor ou raça – Pretos e Pardos”, que permite de maneira prática visualizar as áreas onde há maior concentração de pessoas que se declararam como pretos e pardas no Censo de 2010.

“A representação espacial permite ver padrões socioeconômicos, colaborando para a implementação das políticas públicas de acordo com as necessidades de cada região”, destaca o assessor do IBGE, José Sena.

As áreas mais escuras são as que apresentam maior concentração (percentual) de pessoas que se autodeclaram como pretas ou pardas. O mapa permite maior conhecimento da realidade nacional que contribuirá para a implementação de políticas públicas e ações afirmativas e permite visualizar a desigualdade que já é perceptível na prática. No Rio de Janeiro, por exemplo, o mapa mostra que os bairros de classes A e B contrastam com as favelas, que são compostas por negros em sua maioria.

 

Áreas mais escuras apresentam mais número de negros e pardos
Áreas mais escuras apresentam mais número de negros e pardos

“Uma comunidade pode utilizar as informações disponíveis no mapa para mostrar que seus direitos estão sendo desrespeitados, para reivindicar a implementação de políticas eficientes”, explicou  Arthir Sinimbu, especialista em políticas públicas da SEPPIR durante o lançamento do mapa.

Monitoramento de políticas de igualdade racial pela Internet

O Sistema Monitoramento das Políticas de Promoção da Igualdade Racial foi desenvolvido pela SEPPIR em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a Fundação Ford. A ferramenta traz informações de diagnóstico e monitoramento de duas políticas estratégicas para a promoção da igualdade racial no Brasil, o Plano de Prevenção à Violência contra a Juventude Negra – Juventude Viva, e o Programa Brasil Quilombola (PBQ). O primeiro módulo  está disponível na Internet pelo endereço monitoramento.seppir.gov.br, o material pode ser acessado sem necessidade de cadastro ou senha.

A etapa que está no ar é composta por duas ferramentas de visualização: painéis de monitoramento (com informações específicas para cada eixo dos programas) e mapas de diagnóstico (com dados territoriais).

seppir monitoramento
Página inicial do site do Sistema de Monitoramento da SEPPIR

O objetivo é auxiliar os gestores públicos a encontrar caminhos para a avaliação e o aperfeiçoamento da implementação de duas políticas estratégicas coordenadas pela SEPPIR: o Programa Brasil Quilombola (PBQ) e o Plano de Prevenção à Violência contra a Juventude Negra – Juventude Viva

Comments

Comentários