Para Pe. Fábio de Melo, “a macumba é só um banho que você precisa tomar”

0
167

O ódio em relação as religiões de matriz africana é tão banalizado e incorporado na nossa cultura, que um padre não vê nada de errado em fazer piadas sobre umbanda e candomblé para arrancar risos dos seus fiéis durante a missa. E engana-se que só os padres de pequenas paróquias fazem isso.   Um verdadeiro flagrante de racismo religioso é o conteúdo de um vídeo que viralizou no Facebook, com mais de 2 milhões de visualizações.  Quem está destilando um ódio disfarçado de conselho de amigo, é o Padre-Pop Fábio de Melo.

Ele gesticula, muda a voz e ri, ao enfatizar aos seus seguidores que a “macumba” deixada na porta da casa dele,  não é mais forte do que o poder de Jesus, “o Cristo ressuscitado”.

“Com todo o respeito a quem faz a macumba, pode fazer, pode deixar na porta da minha casa, que se estiver fresco a gente come”. Eles riem, mas é uma colocação que ridiculariza a fé dos praticamente de religiões de matriz africana.

Tendo ao fundo um altar repleto de padres brancos entretidos, Melo continua com suas piadinhas, que dão a impressão que praticantes da religiões afro, são demonizados.

Em outro momento do vídeo, ele satiriza os banhos de ervas, muito usados pelos praticantes da umbanda e candomblé. “Ai, acho que estou com mau olhado, vou tomar um banho de arruda”, a plateia mais uma vez ri e ele continua. “Toma um banho, porque às vezes a macumba é só um banho que você está precisando tomar e uma limpada nas axilas. Às vezes o único diabo que você está levando, são nas axilas”, ele diz gesticulando para a alegria dos presentes.  Para ele nesse caso, o mau olhado seria curado com o uso de um bom desodorante.

“Sabe qual é o nome da pregação de Pe.Fábio de Melo? Racismo religioso explícito. Quase cento e trinta anos depois da abolição, um padre católico retoma o discurso de intolerância dos jesuítas, cúmplices da colonização escravocrata que tentou aniquilar a cultura e as tradições religiosas de indígenas e africanos. Que cena lamentável”, comentou a jornalista Flávia Oliveira, da Globonews em sua página no Facebook.

A página que publicou o vídeo não é oficial, não há como saber quando o vídeo, postado no Facebook dia 4 de maio, foi gravado, o que não diminui a gravidade do conteúdo.

Desmerecer a umbanda para valorizar o cristianismo é uma estratégia preguiçosa e desonesta. São dessas “piadinhas” que surgem os atos de ódio, justificados como ato de fé. Milhares de pessoas presentes nesse “culto religioso” voltaram para casa achando que religiões afro são coisas de gente suja, influenciada pelas forças do mal.  Essa foi a contribuição do Padre das Celebridades para a harmonia entre as religiões.

Confira o vídeo:

Acreditar na autoridade que Deus nos deu – Pe Fábio de Melo

Não tenha medo de macumbas, você tem o poder de fazer milagres.

Posted by Pe. Fábio de Melo on Thursday, May 3, 2018

Comments

comments