Todo dia, durante dez minutos, fico quietinho comigo mesmo”, diz Lázaro Ramos em live sobre saúde mental

0
462

No último domingo (3), o ator Lázaro Ramos promoveu uma ‘live’ com a psicóloga Verônica Brandão sobre como cuidar da saúde mental durante a pandemia. A psicóloga iniciou a transmissão falando sobre a importância de respeitar o próprio ritmo e entender que haverá altos e baixos. 

Brandão frisou que a acessibilidade à processos terapêuticos passou pela aceitação maior que as pessoas vêm tendo de que precisam praticar o autocuidado. “Antes as pessoas tinham mais um entendimento de que ‘não estou maluca, então não preciso de psicólogo’. Com a pandemia a coisa se tornou mais necessária porque o isolamento trouxe à tona uma série de outras coisas como a economia e diretamente com a saúde por ser uma questão do vírus”, explicou. 

Diante de uma crise sanitária sem precedentes, perdemos muito da autonomia a que estávamos acostumados e questionada pelo ator, a especialista em TCC (Terapia Cognitiva Comportamental) explicou que dicas de hábitos saudáveis para que as pessoas enfrentem com mais tranquilidade dias tão caóticos e cansativos podem variar de pessoa para pessoa: “É muito fácil eu dizer ‘faça atividade física porque você vai se sentir melhor’. De fato, vai. Só que nem todo mundo tem habilidade para isso, vontade mesmo. As vezes o que funciona para pessoa vai ser ouvir uma música, vai ser fazer o prato que ela mais gosta. Por ser pessoal precisa vir de dentro para fora”, disse Verônica. 

Na live, Lázaro falou sobre o que tem feito para ficar menos tenso. As atividades incluem ouvir música, dançar, assistir a muitos filmes e se afastar mais das notícias porque são uma causa de sofrimento, além de fazer ligações para os amigos. 

Em cima da fala de Ramos, a psicóloga explicou que informação é necessária, mas não o excesso. Saber filtrar informação ajuda a diminuir a tensão, uma vez entendido que ter toda essa informação não vai ajudar a resolver uma questão que foge ao nosso controle. “Ninguém precisa se alienar, mas a gente também não precisa estar mergulhado em tanta informação porque a gente fica ali apontando mortos”, afirmou. 

Lázaro Ramos usou o momento para reforçar a importância de ter auxílio do profissional de psicologia sem esquecer que estamos no meio de uma crise econômica, condição que impossibilita a população de se tratar. O ator e escritor chamou atenção para movimentação de grupos terapêuticos gratuitos sendo divulgados na internet e atendimentos a preços sociais.  

Outro meio apontado para acolhimento de pessoas em situação de vulnerabilidade emocional são as universidades. “Toda universidade que oferece o curso de psicologia, ela oferece, naturalmente, o atendimento psicológico. Esse atendimento é feito por alunos que já estão no final do curso, em processo de graduação e são atendimentos feitos com valores bem acessíveis”, indicou Brandão. 

A psicologia oferece várias linhas de tratamento que pode ser decidida pelo profissional junto ao paciente de acordo com as primeiras escutas clínicas. As abordagens podem ser várias, como a cognitiva comportamental, junguiana, humanista, e cada uma vai abordar características diferentes das questões do paciente, podendo se complementar conforme as demandas do paciente surjam. 

Lázaro admitiu que antes da terapia fazia a famosa piada “para quê ficar conversando com um desconhecido se posso falar com um amigo?”, mas hoje sabe que escuta especializada é bem diferente. Além da psicoterapia, ao artista falou sobre outro exercício que o ajuda a lidar com a ansiedade: “Todo dia, durante dez minutos, eu saio de perto do celular, saio de perto de todo mundo e fico quietinho comigo mesmo”, disse. 

É importante que mais personalidades levantem a pauta da saúde mental no Brasil. Uma pesquisa feita pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) entre maio e julho do ano passado revelou que 80% da população brasileira tornou-se mais ansiosa na pandemia. A pesquisa, que ouviu com 1.996 pessoas maiores de 18 anos de idade, foi divulgada nas redes sociais da universidade. 

Enquanto os casos de Covid aumentavam, serviços de atendimento psicossocial foram suspensos nos postos de saúde, deixando a população mais pobre ainda mais vulnerável em relação aos cuidados com a saúde mental. 

A live de Lázaro Ramos com a psicóloga Verônica Brandão está disponível no Instagram do ator. 

Comments