Tatiane Santos cria e-book que ensina como trabalhar histórias com personagens negros na Educação Infantil

0
732
Foto: @michellecalixto

A educadora e palestrante, Tatiane Santos, elaborou o “Pretinha Educadora“, um e-book direcionado a educadores e pessoas com interesse em trabalhar livros com personagens negros na Educação Infantil. São dicas de três histórias, A Princesa e a Ervilha, Tanto Tanto! e O Amigo do Rei.

No e-book, ela apresenta dicas de como desenvolver as histórias refletindo sobre uma aprendizagem que apresente diversidade, respeito e empatia, sem deixar de lado que o professor possa aplicar outras ideias em sala de aula.

Tatiane, que também é militante étnico racial e coaching educacional, acredita que compartilhar saberes é a melhor forma de militância de direitos, e para uma educação igualitária. Conversamos com ela a respeito.

– Acredita que esse e-book é importante para professores não negros estarem por dentro das referências negras?

Há muito tempo se fala e escuta sobre igualdade social, étnico-racial e direitos iguais a todos. Contudo, a realidade social impregnada, em nossa atual sociedade está distante desse discurso. Nas escolas, infelizmente, ainda há professores que trabalham com suas concepções julgando e segregando. Acredito que com esse ebook posso plantar uma sementinha dentro daqueles educadores que querem fazer diferença em sala de aula, para que professores não negros se tornem antirracistas e agente de mudança em sala de aula. E empoderar os professores negros a não se calarem e continuar em nossa luta pela igualdade.

– Qual a importância dos livros paradidático com temática negra na educação como um todo?

Durante a infância, vivemos o auge do nosso aprendizado, especialmente na primeira infância, tudo aquilo que os pequenos têm acesso e convivem tornam-se referenciais na construção de suas teorias de mundo, suas ideias de família, de sociedade, de relações e de si mesmos. Pensando nessas construções, a importância de trabalhar a autoestima na educação das crianças negras para que elas cresçam mais seguras e independentes. Nossa literatura infantil, com sua ludicidade e linguagem leve e adequada ao imaginário infantil, colabora para que, assuntos mais complexos sejam discutidos, como o respeito às diferenças, o combate ao racismo e a intolerância. Lembrando sempre que esse material pesquisado não pode ser estereotipado ou folclorizado.

– Qual o seu objetivo como educadora a partir desse ebook?

Sou professora há 16 anos, minha militância pela questão étnico racial não veio da minha família e sim, de preconceitos que sofri durante minha jornada que se transformou em militância. Com a Lei 10.639, os professores se sentiram obrigados a falar sobre essa questão polêmica em sala de aula e, com isso, muitos levam qualquer material para a sala de aula com concepções preconceituosas e estereotipadas. Acredito que quando compartilhamos saberes, a outra pessoa compartilha também gerando uma fila de aprendizados, quero que o meu ebook seja uma semente que plantada em cada educador germine lindos trabalhos em sala de aula.

– Por que a indicação de A Princesa e a Ervilha, Tanto ,Tanto! e o Amigo do Rei?

Iniciei como coaching educacional há pouco tempo e também, nesse pouco tempo, comecei a organizar os matérias para compartilhar. A escolha dessas obras, veio pelo meu trabalho em sala de aula, são livros que gosto muito e que para um inicio de conversa sobre étnico racial infantil contribui para grandes questões, como família (Tanto, Tanto!) concepções (A princesa e a ervilha) e preconceito/igualdade (O amigo do rei).

Confira o material disponibilizado por Tatiane: ebbok livros 1 edição. Acompanhe o trabalho dela nas redes sociais: https://www.instagram.com/pretinhaeducadora.

Comments

Comentários