Rainha da década: Alicia Keys chega aos 40 anos com uma carreira esplêndida

0
1639
Imagem: divulgação

Há 40 anos atrás, em 25 de janeiro de 1981, nascia no bairro de Hells Kitchen na cidade de Nova Iorque, Alicia Augello Cook. A garota que 20 anos depois, seria mais conhecida pelo nome artístico ”Alicia Keys”, ascende de italianos, escoceses e irlandeses por parte de mãe, e jamaicanos por parte de pai (mesmo que esse tenha sido ausente em sua vida desde que ela tinha apenas dois anos de idade).

Desde cedo, a aquariana mostrou para o que veio. Com apenas 7 anos de idade, começou a tocar piano e nunca mais parou. Com 14 anos, compôs sua primeira música, ”Butterflyz” inclusa no seu álbum de estreia Songs In A Minor, lançado em 2001. E álias, que estreia maravilhosa. Após ter algumas de suas músicas incluidas em trilhas sonoras de filmes como M.I.B Homens de Preto, Shaft, e Dr Doolittle, Alícia finalmente debutou no cénario músical com seu primeiro single oficial ”Fallin”.

Apesar do nome, a música custou a cair das paradas músicais, tocando viciosamente em todas as rádios de R&B e Hip Hop da época. Isso, não só nos EUA mas no mundo todo. Além do país de origem, a música atingiu o primeiro lugar na Bélgica, Nova Zelândia, e Holanda. O sucesso do album também não fica para trás: Apenas durante a semana de lançamento, o álbum da Nova Iorquina vendeu 236 mil cópias em território estadunidense.

Dai em diante, tudo o que Alicia tocava, ou melhor, cantava, virava ouro. Seus segundo álbum de estúdio, The Diary Of Alicia Keys, também foi na base do sucesso e aclamação. Tanto para o público, que continua consumindo o seu trabalho assiduamente até hoje, como para a crítica que de uma maneira geral nunca teve muito esforço em reconhecer a qualidade nos trabalhos que levam o nome da artista.

Ao longo de sua carreira, Alicia lançou uma quantidade numerosa de sucessos, onde podemos citar : No One, My Boo, Girl On Fire, If I Ain’t Got You, Empire State Of Mind com Jay-Z, e a icônica Put It In A Love Song, com a diva Beyoncé. A música inclusive teve um video clipe gravado aqui no Brasil, mas que nunca foi lançado -para a tristeza dos fãs brasileiros de ambas as cantoras, e do público em geral que ficou em êxtase durante as filmagens em uma comunidade do Rio de Janeiro.

Durante esses 40 anos de idade e 20 de estrada, Alícia recebeu quase 800 indicações a prêmios, vencendo 270 vezes. Acho bom que as paredes da casa de Alicia sejam bastante resistentes, pois aguentar o peso de 15 Grammys não deve ser fácil. Isso sem contar os inúmeros certificados, afinal de contas, são mais de 42 milhões de álbuns vendidos no mundo todo.

Com uma carreira marcante como cantora, compositora, atriz, e produtora e jurada, Alicia inspira não somente pelo lado profissional, mas pelo pelo pessoal também, e vai continuar inspirando por uma longa data, pois a estrela ainda está com todo gás. Com um trabalho que evolui surpreendentemente desde seu surgimento na indústria fonográfica, qualquer boato de um novo disco já deixa o público inquieto. E até agora, nós gostamos do que ouvimos, mas queremos saber: O que você ainda tem na manga, Alicia? Por favor, nos mostre.

Comments