Promoção Mundo Negro e Bio Extratus

0
1438

Mais e mais mulheres negras estão aderindo ao cabelo natural e descobrindo que os produtos que funcionavam nos fios com química, já não tem o mesmo efeito no cabelo natural.

Infelizmente ainda não há muitas opções para esse novo perfil de consumidora e pensando nelas a Bio Extratus lançou recentemente a LINHA CACHOS PERFEITOS que é altamente hidrante e tem produtos feitos para quem é adepto a linha low e no poo (com pouco ou nenhum uso de shampoo).

Composta por shampoo (low-poo), condicionado (co-wash), máscara de tratamento, gelatina (hidratante) e finalizando, a linha contém óleo de Baobá, extraído das sementes do Baobá, a árvore da vida originária da África, é rica em Vitaminas A, C, D, E e F e Ômegas 3, 6 e 9.

1-HVQ_Cachos_Perfeitos_Ilustração (Conflito de codificação Unicode)

E você pode ganhar a linha completa participando da nossa promoção.

“ Eu amor meu cabelo crespo porque… “

Para participar basta curtir nosso Instagram @sitemundonegro, curtir a foto da promoção respondendo à pergunta: “Eu amor meu crespo porque ….”.

A melhor resposta recebe o kit em casa, gratuitamente.

Mais informações sobre a Linha Cachos Perfeitos no site da Bio Extratus.

Regulamento:

  1. A promoção “Eu amo meu cabelo crespo porque …”  é um1-HVQ_Cachos_Perfeitos_Ilustração (Conflito de codificação Unicode)a parceria entre o site Mundo Negro e a Bio Extratus.
  2. O período da promoção é do da 24/11/15 até o dia 13/12/15.
  3. A promoção tem caráter cultural e o vencedor será escolhido pela equipe do site Mundo Negro de acordo com a criatividade na resposta.
  4. Haverá apenas um ganhador(a).
  5. Só serão aceitas respostas feitas via Instagram. www.instagram.com/sitemundonegro Não sendo aceitas resposta via Facebook ou e-mail.
  6. Só poderão concorrer ao prêmio os fãs da página do Mundo Negro no Instagram.
  7. Só poderão concorrer ao prêmio os fãs da página do Mundo Negro que curtirem a foto da promoção.
  8. Caso haja respostas semelhantes serão consideradas as que foram postadas primeiro.

Comments