Professora negra do interior de São Paulo, ganha escola com seu nome

0
Professora negra do interior de São Paulo, ganha escola com seu nome

A prefeitura da cidade de Valinhos, em São Paulo, que ficou famosa nacionalmente nas ultimas semanas devido ao caso de discriminação sofrido pelo motoboy Matheus, anunciou na ultima quinta feira que a antiga EMEB Serra dos Cocais (a maior escola da cidade), agora passa a se chamar EMEB Dirce Antonio em homenagem a educadora negra de mesmo nome, falecida em 30 junho de 2009.

A pedagoga e poetisa nascida em Valinhos, 10 de junho de 1943, era filha de lavradores. Ela se formou em 1969 no Instituto de Educação Estadual Carlos Gomes,e fez licenciatura em letras (inglês e português) na Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de São João da Boa Vista. Dirce, atuou durante anos no MOBRAL, o antigo Movimento Brasileiro de Alfabetização, lecionou em diversas escolas e fazendas da região, além de ter sido diretora de uma escola por quatorze anos.

Com um método de ensino baseado na orientação, motivação, e escuta de seus alunos, Dirce Antônio se tornou uma educadora conhecida na época em que trabalhava, e até hoje. Apesar de infelizmente não estar viva para receber a homenagem, sua família faz isso por ela muito bem. Dirce, sempre recebeu o apoio de seus familiares para estudar e trabalhar, e isso era mutuo, já que ela passava seu conhecimento a diante, principalmente com seus sobrinhos.

Esperamos ter muitas outras Dirces sendo reconhecidas pelo Brasil e mundo. E que finalmente entendam, que se alguém merece ter escola, rua, prédio, monumento com o seu nome, esse alguém deve ser uma pessoa de impacto positivo para a sociedade. Alguém que tenha feito algo pela educação, arte, cultura, saúde. Chega de homenagearmos assassinos e escravagistas.

Por mais mulheres negras ocupando espaços públicos.



Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments

No posts to display