Pesquisa quer conhecer mulheres negras universitárias

0
1709

O número de mulheres negras nas universidade cresce a cada ano. Em 2013, por exemplo, mulheres negras estavam em maior número entre as inscritas no Prouni. Este tipo de recorte é bem raro no Brasil. Sobretudo quando se trata de comportamento.

Quando se faz divisão por etnia, não tem outro recorte de gênero e isso torna mais difícil enxergar este público.

“Decidimos mapear o comportamento de mulheres negras universitárias.O resultado final nós apresentaremos no evento que acontece em Outubro”, explica a jornalista Nadja Pereira especialista em conteúdo de marca.

É negra e universitária? Participe da pesquisa.

 

 

 

Comments

Comentários