“Ouçam Mirtes, mãe de Miguel”, após 3 meses do caso, artistas, ativistas e familiares se unem em campanha

0
1118

Articulação Negra de Pernambuco se une à mãe, ativistas e familiares do menino Miguel, em campanha por justiça. Miguel foi morto no dia 2 de junho após ser abandonado em um elevador por Sarí Corte Real, Primeiradama de Tamandaré e ex-patroa de Mirtes. Miguel caiu do 9º andar do prédio onde Sarí morava.

“Tudo em mim agora é vazio desde que meu filho MIGUEL se foi.
Irei chorar e rezar eternamente, irei lutar para que não haja impunidade.” Publicou Mirtes.

https://www.instagram.com/p/CDY44-WhgUy/

A campanha #JustiçaPorMiguel terá live de lançamento no facebook da Articulação Negra de Pernambuco no dia 2 de setembro às 18hrs e conta com o apoio de artistas, influenciadores, advogados e todos que estão indignados com o caso.

No dia da morte de Miguel Sarí foi presa em flagrante por homicídio culposo, mas foi liberada diante fiança de R$20 mil. Em 1º de julho Sarí Corte Real foi indiciada por abandono de incapaz com resultado de morte e na última terça-feira (1) o prazo para Sarí apresentar defesa foi prorrogado e ela aguarda julgamento em liberdade.

As atrizes Erika Januza, Débora Nascimento, Mariana Ximenes, Nina García, Glória Pires entre outras e diversos movimentos sociais de Pernambuco vestiram a camisa da campanha. Com as frases “Ouçam a Mirtes, mãe do Miguel”, “Ela não trataria assim o filho de uma amiga” e “Se é lei, é para todos” os adeptos a campanha trazem visibilidade para a luta de Mirtes que hoje completa 3 meses.

”Muito grata a todos que estão participando da campanha, que vai fortalecer a nossa batalha e nossa busca de Justiça por Miguel” Agradeceu Mirtes Renata.

Comments