“Nunca imaginei que, depois da ditadura, passaríamos por esse momento”, desabafa Zezé Motta

0
863
Foto: Divulgação

Após as últimas notícias sobre uma portaria da Fundação Palmares assinada pelo presidente Sérgio Camargo, que pretende retirar nomes como Elza Soares, Martinho da Villa e Gilberto Gil da lista de personalidades negras da Fundação, Zezé Motta desabafou sobre o assunto em seu Instagram.

“Eu nunca imaginei que, depois da ditadura, passaríamos por esse momento.“ Contou Zezé, que esteve presente na inauguração da Fundação Palmares em 1998, a artista ainda lembrou que o intuito principal da Fundação era o de defender a cultura negra.

A notícia revoltou muitas pessoas, e segundo o presidente da Fundação Palmares, a partir do dia 1º de dezembro as personalidades deverão ser incluídas na lista em razão do “mérito e nobreza de caráter”

“Com tantas ações e medidas a serem realizadas em favor da cultura negra, com tanto trabalho para ele se ocupar, porque o senhor Sérgio Camargo prefere perder o tempo dele e de uma entidade pública brasileira retirando homenagens justas para personalidades que tanto fizeram por este país?” continuou Zezé 

O presidente da Fundação declara que a ação seja um ato de “moralizar” a escolha de personalidades notáveis e a lista passará a ter somente homenagens póstumas.

Comments