Nigéria torna-se o primeiro país do mundo a proibir estrangeiros em campanhas publicitárias

0
Nigéria torna-se o primeiro país do mundo a proibir estrangeiros em campanhas publicitárias
Foto: Freepik

Texto: Sauanne Bispo

Nigéria, a maior economia do continente africano e segunda maior produtora de audiovisual do mundo, passará a proibir campanhas publicitárias com a presença de pessoas estrangeiras, sendo o primeiro país do mundo a adotar uma lei como esta.

Segundo o Ministério Federal da Informação e Cultura da Nigéria e a ARCON (sigla para Conselho Regulador de Publicidade da Nigéria), “todos os anúncios, publicidade e materiais de comunicação de marketing direcionados ou expostos no espaço publicitário nigeriano devem usar apenas modelos ou dubladores de origem nigeriana”.

As atuais campanhas com não-nigerianos poderão permanecer em exposição até o final do prazo previamente estipulado, mas a partir de 1 de outubro, o país não mais permitirá novas campanhas em que não estrelam artistas nigerianos.

Com 200 milhões de habitantes, esta norma associa-se ao movimento de representatividade na mídia, onde a presença de sotaque britânico e pessoas não negras é estipulada em 50%, apesar de o país ter previamente passado a cobrar tarifas de cerca de US$240 por modelo ou locutor estrangeiro nas campanhas do país. Tal medida também segue o plano de desenvolvimento do governo, que visa dar visibilidade aos talentos locais e movimentar a economia do país através da geração de emprego e renda decorrentes das contratações de nigerianos.

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments

No posts to display