Naomi Campbell, 49 anos, não quis revelar o nome do hotel Francês onde foi vítima de racismo durante o Festival Cannes. A modelo foi impedida de ter acesso ao estabelecimento, onde um funcionário do hotel alegou lotação . Naomi no entanto, notou que outras pessoas, brancas por sinal, não eram impedidas de entrar.

Campbell se abriu a respeito do episódio em uma entrevista ao Paris Match“Eu estive recentemente em uma cidade no sul da França onde fui convidada a participar de um evento em um hotel que não revelarei o nome. Eles não me deixaram entrar junto com um amigo porque sou negra. O cara na entrada disse que o lugar estava lotado, mas deixou outras pessoas entrarem”, relatou a top model.

Para quem ainda acredita que racismo acaba quando negros ficam ricos, vale acrescentar ao caso de Naomi, o que aconteceu com a cantora Sza que teve problemas com o segurança da Sephora enquanto fazia compras na loja.

Até a bilionária Oprah Winfrey já teve suas finanças questionadas por uma vendedora em uma loja na Suíça, que disse que a bolsa que a jornalista queria comprar, era muito cara.

Dinheiro não compra felicidade e também não acaba com o racismo.

Comments

Comentários