“Não podem diminuir o poder de uma preta que se ama”, diz jovem que sofreu racismo motivado pelo seu corte de cabelo

0
1105

Bruna do Carmo, jovem Recifense e estudante de psicologia, publicou um desabafo, nesta semana em seu Facebook, sobre ofensas e comentários racistas referentes ao seu cabelo: “Como que eu vou me ofender com comentários racistas relacionado ao meu cabelo se ele faz referência a nada mais nada menos que Nefertiti, uma RAINHA/DEUSA cujo nome significa “a mais bela chegou” e que foi uma das mulheres mais poderosa e influente do Antigo Egito? o racista q lute.”, publicou Bruna.

Nefertiti foi uma rainha da XVIII dinastia do Antigo Egito, esposa principal do faraó Amenófis IV, mais conhecido como Aquenáton. Nefertiti e o seu esposo tornaram-se conhecidos pela revolução religiosa, na qual adoravam apenas um deus, Áton, ou o disco solar. Por volta do 14º ano do reinado do faraó Akhenaton, a figura de Nefertiti desaparece dos registros e as pistas acerca desse desaparecimento dão origem a várias hipóteses. Permeiam teorias de que ela teria morrido, ou então se tornado faraó depois que seu marido morreu.

A publicação de Bruna atingiu mais de 1,5 likes e cerca de 12 mil compartilhamentos, mesmo assim a jovem precisou voltar a publicar e reafirmar que “racistas covardes que se escondem atrás de perfil fake, não iram diminuir o poder de uma preta que se ama”e que “a burrice dos racistas (covardes, que se escodem atrás de perfil fake) começa quando eles ainda insistem em me ofender, mesmo dps deu deixar explícito que tenho TOTAL consciência do meu poder, força e (muita) beleza. Parem de gastar tempo e energia, e passem a ACEITAR umx pretx se amando, pois assim vai doer menos, more!!!”

Comments

Comentários