Mulheres pretas no poder!

0
3981

“Eu tô pronta pra causar, amor vai ter que aceitar! Avisei a você: ESSE BRILHO É MEU!” – Esse é um dos versos que compõe o single “Esse Brilho é Meu”, da cantora e compositora IZA, que teve clipe lançado na semana passada. Você não conhece a IZA?! Pois deveria conhecer!

IZA é uma mulher negra, de pele escura, cantora, que se aventura nesse cenário tão confuso e com tão pouco espaço, que é o POP nacional. Com tranças ao vento (porque IZA está passando pela transição capitar), a cantora mostra todo seu poder ao lado de muitas outras mulheres, em sua maioria negras, cantando e dançando, em um clipe digno do POP internacional! (Há quem jure que IZA e filha legítima de Beyoncé e Rihanna!)

Imagem do clipe “Esse Brilho é Meu” – IZA

No clipe de “Esse Brilho é Meu” IZA canta e exibe toda sua autoconfiança! Mulheres com cabelos custo, longo, trançado, cacheado, black power ou platinado, mostram que são lindas como são e que esse brilho ninguém tira delas, nem de nós! Assistindo não há como não se sentir confiante, cheia de energia e de vontade de desfilar sua beleza por aí!

Assista ao clipe e me diz se estou exagerando:

Já Tássia Reis vem com um sigle cheio de enfrentamento ao racismo. Em “Xiu” a rapper canta a superação preta: “não toleramos mais o seu ‘xiu’, tomei de assalto e cê nem viu!”.

Em um clipe forte, assim como a letra desta música, Tássia se apresenta acompanhada de diversas pessoas negras. São homem e mulheres negras, com diferentes cabelos, corpos e estilos; mas com a missão de somar forçar. Afinal, assim como Tássia diz em “Xiu!”: “a vitória não será a sós e sim junta de gente que faz!”.

Imagem do Clipe “Xiu!” – Tássia Reis

Este clipe é daqueles que nos faz refletir em diversas questões: ambição, ascensão preta, ancestralidade, cultura afro brasileira, cultura periférica… São muitos os elementos que compões esse trabalho e todos conversam de forma muito coerente.

Assista:

IZA e Tássia, mesmo tendo trabalhos com estética e sonoridade diferentes, trazem a mulher negra para o centro da ação! São mulheres cantando nossa força, nossa beleza, nossa vontade de vencer. São mulheres negras a frente de trabalhos transformadores!

Quantas mulheres negras do cenário artístico atual você conhece? A quantas você dedica seu tempo para ver, ouvir e compartilhar? Vamos fortalecer mulheres negras que, através de seu trabalhos , promovem nossa autoestima? Então Vamos!

Comments

Comentários