Mulheres, juventude e comunidades são as prioridades da Seppir

0
Mulheres, juventude e comunidades são as prioridades da Seppir

Com a reforma administrativa anunciada pela presidenta Dilma Rousseff na última sexta-feira (2/10), a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial passa a ser vinculada ao Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos. Ronaldo Barros é o titular da nova secretaria, sob a coordenação da ministra Nilma Lino Gomes.

“Nessa nova gestão, vamos dar continuidade ao trabalho iniciado, priorizando os eixos estabelecidos pela ministra Nilma Lino Gomes para a Seppir (juventude negra; ações afirmativas; povos e comunidades tradicionais; e internacionalização), tendo como públicos prioritários as mulheres, os jovens e comunidades tradicionais”, sinalizou o Secretário. “O Brasil é o país que mais avançou nas políticas de promoção da igualdade racial mas que tem um desafio grande pela frente. Nós temos como desafio a ampliação do reconhecimento dos nossos direitos, necessitamos de uma justiça histórica e um desenvolvimento das políticas de promoção da igualdade racial, preconizando o lema da Década Internacional dos Afrodescendentes, que é justiça, reconhecimento e desenvolvimento dos afrodescendentes. Esses eixos dão uma perspectiva do que temos para fazer nos próximos anos”, afirmou Barros.

As perspectivas de trabalho para os próximos 3 anos, de acordo com o secretário, envolve a ampliação, no plano internacional, das conquistas da população negra, seja na ratificação das Convenções A-68 e A-69 da OEA, e ampliar a participação dessa população nas universidades. “Precisamos avançar nas formas de participação da população negra em determinados espaços que ainda são restritos, como nos programas de pós-graduação das universidades, ampliar as formas de geração de emprego e renda para a população negra, equiparar o nível educacional entre brancos e negros, reverter a letalidade da juventude negra e assegurar o direito e a proteção de nossas crianças e adolescentes”, declarou Ronaldo Barros.

Sobre o Ministério da Mulher, Igualdade Racial e Direitos Humanos afirma que “agora, com a nova estrutura, a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial terá a oportunidade de fazer uma articulação maior com pautas importantes”. “Vamos agir de maneira mais articulada com a luta histórica das mulheres e com a luta pelos direitos humanos. Essa unificação de pautas é importante para assegurar o princípio da democracia, pois não há democracia sem a superação do racismo, das desigualdades de gênero e sem assegurar o pleno direito humano das pessoas”, afirmou o gestor.

Desde março deste ano, Barros atuava como secretário de Políticas de Ações Afirmativas da extinta Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (Seppir/PR).

Biografia

Graduado em Filosofia pela Universidade Federal da Bahia – UFBA e Mestre pela Universidade Estadual de Campinas – Unicamp, o secretário da Igualdade Racial também é editor da Griot – Revista de Filosofia. Professor Assistente da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, foi Pró-Reitor de Política Afirmativa e Assuntos Estudantis (PROPAAE – UFRB) e tem experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: Filosofia social e política, marxismo, desenvolvimento, movimentos sociais e relações raciais.

As informações são da Seppir

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments

No posts to display