Morte de homem negro durante abordagem policial causa indignação nos EUA

0
4826

Quatro policiais de Minneapolis foram demitidos na terça-feira (26) após a morte de um cidadão americano negro durante uma abordagem policial violenta, o que provocou indignação nesta cidade do norte dos EUA e comoção entre famosos e anônimos que estão cansados de “ficar triste por nosso povo morrer desnecessariamente”, como escreveu a modelo Naomi, em seu Instagram. Viola Davis, Michael B Jordan e Lupita Nyong’o também prestaram homenagens e solidariedade a George Floyd e sua familia.

https://www.instagram.com/p/CArR3ReH5EQ/

“Todos os quatro policiais de Minneapolis envolvidos na morte de George Floyd foram demitidos”. Ser negro nos Estados Unidos não deveria ser uma sentença de morte”, escreveu no Twitter o prefeito, Jacob Frey. Pouco antes, durante uma coletiva de imprensa o prefeito concordou que era normal as pessoas ficarem com raiva.

Alguém que passava no local do ocorrido com Floyd filmou por 10 minutos a prisão que ocorreu na última segunda-feira (25) à noite e a transmitiu ao vivo no Facebook Live. Nas filmagens, um policial branco mantém o homem negro, de bruços no chão, enquanto aperta o seu pescoço com o joelho.

Na filmagem é possível ver George Floyd pedindo ajuda por minutos por não conseguir respirar e estar sentindo dor, enquanto o policial diz para ele permanecer calmo. Floyd foi levado a um hospital, onde morreu pouco depois; Confira:

Um porta-voz da polícia disse que o George parecia bêbado ou drogado, resistiu ao ser preso por policiais por um crime de falsificação. Daniela Gomes, brasileira que vive nos Estados Unidos publicou que descobriu que George Floyd morreu “por que o dono do comércio achou q ele ia passar um cheque sem fundo. Ele não passou o cheque, o cara só viu o talão, achou que o cheque não teria fundo e chamou a polícia, que sufocou um homem preto até a morte”.

Depois de algemá-lo, o policial teria “percebido que o suspeito tinha um problema médico” e chamou a ambulância, segundo o porta-voz.

O advogado da família de Floyd, Benjamin Crump, denunciou “uso abusivo, excessivo e desumano da força” por um delito “não violento”. O chefe da polícia local indicou que o FBI investigará o ocorrido.

Comments